• Assinantes
  • Mulher

    Bumbum em alta

    Sem essa de evitar o biquíni ou fugir do espelho. Enfrente o problema: combata a celulite e fique com o bumbum em alta.

    01/10/99

    Ter o bumbum durinho, sem celulite, nem estrias é o grande sonho da maioria das mulheres. Mas poucas são privilegiadas pela natureza. Por isso, as academias de ginástica e a medicina estão sempre procurando a melhor fórmula para evitar a frustração na hora de encarar o biquíni. Alimentação saudável e muito líquido são considerados cuidados essenciais pela massoterapeuta Cláudia Dorneles para combater ou mesmo prevenir a celulite. Dietas radicais, seguidas de perda excessiva de peso, não reduzem a quantidade de celulite, pelo contrário, lembra a especialista, o efeito sanfona (engorda e emagrece) pode trazer prejuízos ao organismo e à elasticidade da pele, favorecendo o aparecimento de estrias também. Usar roupas muito apertadas dificulta a circulação venosa e linfática, diminuindo a possibilidade de redução da celulite.

    Um dos tratamentos indicados para combater a celulite é a drenagem linfática manual, podendo levar de um a três anos de tratamento. Os preços variam de R$10 a R$15 por sessão e os programas completos de R$100 a R$180. A massoterapia utiliza a esfoliação, retirando células mortas e facilitando a penetração dos produtos aplicados, e a hidratação. Massagens com cremes específicos melhoram o aspecto de “casca de laranja”, deixando a pele mais macia.

    Para completar, é preciso eliminar o álcool e o cigarro. Além, é claro, de exercícios físicos. Tanto os aeróbicos ( bicicleta, hidroginástica e caminhada), quanto os neuro-musculares (localizada e musculação). Uma vida sedentária acaba acostumando o corpo a economizar energia, retendo gorduras.

    Como fazer os exercícios

    O lifit é um tipo de musculação com resultados mais rápidos. Em um mês as pessoas começam a perceber diferenças no corpo. São pesos em forma de caneleiras e barras de ferro. “Para quem está começando, o melhor é fazer os exercícios com o mínimo de peso para não forçar a musculatura”, aconselha a professora de ginástica Érica de Souza. Mas, se você tem os pesos em casa e não quer entrar em uma academia, a professora ensina como fazê-lo, ressaltando que a presença de um especialista é sempre importante para verificar se o exercício está sendo feito corretamente.

    Colaboração: Raquel Chrispim
    Estudante do 6º período
    da Faculdade de Comunicação Social da UFJF

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.