Casa

Conforto para desfrutar um bom filme em boa companhia Como o home cine é um espaço mais intimista, conforto é a palavra de ordem na hora de se criar um ambiente como esse em casa

Marinella Souza
*Colaboração
18/08/2008

Se você é o tipo que adora assistir a um bom filme e levar os amigos para esse tipo de programa na sua casa, ter um home cine é fundamental. Isso você já sabia, não é? O grande problema é: como criar um espaço como esse em casa? O que colocar nele? Como decorá-lo?

A arquiteta Mariane Unanue explica que o básico para um espaço como o home cine é mesmo o óbvio: um sofá confortável, uma televisão, um equipamento de vídeo e de som. Para os equipamentos há uma peculiaridade: são necessárias, no mínimo, cinco caixas de som e um subwoofer, que é "uma caixa que trabalha sons graves", explica a arquiteta.

A TV pode ser do tamanho que a pessoa desejar, o sofá deve ser o mais confortável possível. A distância ideal entre um e outro é duas vezes e meia o tamanho da diagonal da tela até o sofá, considerando o olho do observador.

"É fundamental que as pessoas consigam ficar de frente para a TV, que precisa ficar centralizada. É muito importante que se respeite essa medida para evitar que as pessoas tenham que virar o pescoço para enxergar direito", destaca.

Sofá

Aqueles jogos de sofás que normalmente são usados em sala de estar não são os mais indicados para um home cine porque não permitem que todos fiquem de frente para a TV. "Esses sofás de dois lugares só são válidos se forem usados para deitar", acrescenta.

foto de sofá chaise fixa foto de jogo de sofá branco

Mas não é preciso desespero, Mariane garante que hoje existem sofás que permitem mais conforto. A chaise fixa ou de abrir e fechar cria um espaço a mais, são bonitas e funcionais.

Não importa o modelo que você escolher, o mais importante aqui, segundo Mariane, é a profundidade do sofá. "É ela que vai dar conforto. Normalmente se usa com um metro de profundidade", orienta.

Mesa de centro

Em espaços como o home cine a mesa de centro não é fundamental. Mariane aconselha que se tenha mesas laterais para que se possa apoiar os controles remotos e as guloseimas, que normalmente se levam para o ambiente.

foto de home cine com mesas centrais foto de home cine sem mesa central

"A mesa central pode ser usada, desde que tenha mais ou menos 50 centímetros para que a pessoa não precise se abaixar muito para pegar as coisas". Mas a arquiteta dá uma dica bem interessante: "Hoje existem sofás que vêm com bandeja de madeira acoplada, dispensando o uso da mesa".

Iluminação

Mariane explica que como esse é um espaço mais intimista da casa, a iluminação não deve ofuscar. Ao mesmo tempo, é preciso atentar para a funcionalidade. "Hoje os espaços residenciais são pequenos, então, é ideal que um home cine tenha também outras funções".

E para atender a todas essas funções, a arquiteta aconselha que se faça um projeto luminotécnico que distribua essas diversas funções, criando ambientes diferentes. "O ideal é que se tenha uma iluminação geral para outro uso, que não seja a TV e outros pontuais: junto ao equipamento para enxergar os botões sem iluminar o ambiente".

foto de home cine com escritório foto de home cine com sala de jantar

Outras sugestões são as arandelas na parte posterior ou lateral traseiras, onde as pessoas estão ou mesmo o dimmer, que é um tipo de interruptor "que controla a luz, muito usado em quartos de bebês", ensina.

Som

Quanto ao som, Mariane explica que as caixas de som devem ter uma disposição específica: duas frontais, duas posteriores, "para dar o efeito surround igual ao cinema", e uma central. Esse é o chamado sistema 5.1, mas existem outros mais potentes que sofisticam e melhoram a qualidade do som.

A arquiteta destaca a importância do uso de tapete, carpete ou superfície de madeira em um espaço como esse para que o som possa reverberar adequadamente. "É preciso equilibrar superfícies lisas e superfícies absorventes para que o som reverbere".

foto da home cine com telão

Outra alternativa é o uso de placas acústicas. Existem empresas especializadas que fazem testes para saber onde colocar as placas. "Esse não é um serviço muito caro, o investimento maior é no equipamento", garante Mariane.

Mas para reduzir os custos, basta contratar um bom arquiteto para equilibrar o mínimo necessário para garantir a boa qualidade do som. Para um maior efeito de cinema, Mariane indica o uso do projetor. "O projetor pode ser usado com qualquer tipo de TV, mas o telão acaba saindo mais barato do que alguns tamanhos de TV de LCD".

Quanto à decoração não há regras, tudo é permitido, mas as almofadas são imprescindíveis. "Além de darem mais conforto, elas deixam o ambiente charmoso e são versáteis. Você pode trocar as capas quando quiser", ensina.

*Marinella Souza é estudante de Comunicação Social da UFJF


Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.