• Assinantes
  • Casa

    Cores sóbrias são tendências neste verão

    Nome do Colunista Luiz Henrique Duarte 8/12/2017

    Há muito tempo o verão brasileiro representa a efervescência das tonalidades esvoaçantes, seguindo uma paleta de cores quentes e completamente fortes, tanto na moda fashion, quanto no design de interiores. Atualmente, com a democracia e a versatilidade da arquitetura brasileira, ditando a permanência do estilo e da personalidade das pessoas, imprimindo o seu DNA em cada detalhe dos projetos de interiores, os usuários priorizam o conforto, a funcionalidade e a praticidade, optando por ambientes atemporais e com nuances que permaneçam em evidência por muito tempo.

    As cores sóbrias contextualizam uma coloração clássica e elegante, justificadas, através das tendências que incidem principalmente nesta estação, lançadas através das grandes mostras de decoração. Os tons neutros permitem a criação de ambientes aconchegantes, prevalecendo uma atmosfera acolhedora, onde o mobiliário, os revestimentos e principalmente os adornos coadjuvantes precisam de estar em total equilíbrio e harmonia entre si. Os quadros para humanizar os ambientes e a vegetação natural, assim como as obras de arte, precisam caracterizar as mesmas proporções, quebrando a sobriedade, introduzindo pontos de cores e promovendo um cenário leve e sutil, através de uma estética dominante, totalmente em simetria com cada elemento utilizado para compor o projeto de interiores do espaço.

    Cores

    As cores sóbrias como o hazelnut (avelã), pale dogwood (rosa bem suave), niágara (azul jeans), kale (verde militar), e, principalmente, as variações dos tons de branco contemporâneo e cinz, estão entre as tendências desta estação, de acordo com os colours designers e o Instituto Pantone. Estas cores caracterizam ambientes sofisticados, com uma alquimia entre os elementos do mobiliário e os revestimentos utilizados, sejam na alvenaria ou piso. Os espaços mais elegantes apresentam cores atemporalizadas, promovendo um cenário de acordo com o estilo de cada usuário, seguindo às suas preferências e atendendo as suas reais necessidades. Assim, como as cores, que precisam de ser analisadas para compor os ambientes neutros e sóbrios, o designer de interiores Ronaldo Campos consegue mesclar em todos os seus projetos, estilo e sofisticação, utilizado uma paleta de cores em harmonia com todo o espaço, como neste cenário, utilizado como exemplo, onde prevalece um mobiliário contemporâneo, de primeira linha, com tecidos nobres e uma marcenaria planejada (Parma Móveis). "As cores neutras e sóbrias estão sempre em alta, não costumam sair de moda, e não irão causar um incômodo em seus usuários, ao contrário das tonalidades coloridas", explica o profissional.

    No verão, utilizamos cores quentes, que, muitas vezes, podem causar uma sensação de incômodo, por serem exuberantes, diminuído o tempo de permanência, de alguns usuários, em um determinado tipo de ambiente. A hierarquia ditatorial que diz que devemos utilizar cores neutras somente durante o inverno está extinta no círculo cromático da arquitetura de interiores, onde prevalece o classicismo e a atemporalidade de todos os elementos utilizados para decorar. Os tons coloridos são efêmeros. "Os tons coloridos, dependendo das cores, podem não continuar em alta", analisa o designer de interiores.

    "Quando fala-se em verão, apresentamos um pensamento que tudo deve ser muito colorido", argumenta Ronaldo. Os tons coloridos podem compor os ambientes através dos adornos temporários, das almofadas e principalmente dos arranjos florais, sejam naturais ou permanentes. "Devemos de ter cuidado com os arranjos artificiais e estampas, você também pode trabalhar com estes elementos em forma de imagens digitais ou papel de parede", analisa o profissional.

    As cores para compor os ambientes sóbrios, principalmente no verão, caso exista preferência, entre os usuários de um determinado ambiente, podem estar presentes também nos tapetes. "A questão de colorir um ambiente sóbrio, utilizando cores, deve ser observada com cuidado, nunca ir atirando cores, siga uma linha de tonalidades ", ensina Ronaldo.  Para colorir os ambiente sóbrios em estações itinerantes, como o verão, devemos utilizar uma paleta com cores quentes, com muita suavidade, caso, tenha necessidade ou desejo de introduzir tonalidades para alegrar os espaços. "Os tons de azul, apresentam uma tonalidade interessante", articula o designer de interiores.

    Os tons acinzentados e amadeirados, deixam os ambientes aconchegantes e bastante convidativos para receber os amigos, seja em qualquer ocasião. Outras opções, de cores sóbrias também estimulam as sensações sensoriais, assim como a criatividade e as atividades psicomotoras. Devemos quebrar os paradigmas que os ambientes sóbrios são frios. Pelo contrário, as cores sóbrias são extremamente belas, cativantes, contemporâneas e nunca irão comprometer o seu espaço, independentemente do seu estilo de decoração. O menos é mais sempre!

    Nosso ambiente

    A integração entre os adornos, as peças do mobiliário e os revestimentos, dialogam-se com muita sutileza e elegância. O sofá retrátil, com design arrojado, permite que este espaço seja utilizado como salas de estar e TV, onde as almofadas em tons de marrom contrastam com o seu tecido em linho natural off-white. As gravuras, retratando árvores e galhos secos em profusão, neutralizam as cores sóbrias deste ambiente com muito glamour. O módulo para bebidas, faz referências aos antigos "carrinhos de chá", composto de objetos ornamentais neutros, como, um cachepô de orquídeas permanentes e garrafas de vidro decorativas. "Os espaços foram reduzindo-se, onde este móvel para bebidas mostra uma leitura diferente, proporcionando uma modernidade para o ambiente", sintetiza Ronaldo.

    As mini-gravuras compõe extraordinariamente uma das paredes deste ambiente com a nuance em tons de avelã. A poltrona clássica em tecido de linho natural, permite outras opções de assento, como os puffs em madeira escura. "Os sofás e as poltronas estão em uma proporção ideal, trazendo o conforto para os usuários e não visando somente a estética", completa o designer. A iluminação é introduzida neste espaço com o rebaixamento do teto em gesso, proporcionando cenários luminotécnicos diferentes. "A iluminação é muito importante para os espaços residenciais e comerciais, valorizando os ambientes de uma forma intimista", acrescenta o profissional.

    Um cenário lumínico de qualidade agrega valores e permite o maior tempo de permanência dos usuários dentro do ambiente, além de valorizar o mobiliário e os revestimentos, como as lâminas do painel amadeirado que está presente no entorno de todo espaço. "A madeira tem a tendência de deixar o ambiente mais aconchegante" garante o designer. O módulo planejado para TV, composto em laca fosca, integra todo o espaço, completando o amadeirado do painel. As mesas de centro arredondadas, apresentam movimento e volumetria. Outro ponto de cor, é valorizado, com a vegetação permanente, neste caso, com as espécies de lança de "São Jorge", ladeando o sofá retrátil.

    Luiz Henrique Duarte é Bacharel em direito, designer de interiores graduado, jornalista apaixonado por arte clássica e contemporânea, boa música, arquitetura e tudo relacionado à estética do bem viver.

    Os autores dos artigos assumem inteira responsabilidade pelo conteúdo dos textos de sua autoria. A opinião dos autores não necessariamente expressa a linha editorial e a visão do Portal ACESSA.com

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.