Casa

Estofados Confira as dicas e os cuidados que você precisa ter para que seu estofado dure mais tempo e fique bonito em qualquer ambiente

Priscila Magalhães
Repórter
29/02/2008

Quando o assunto é casa, sempre vem à cabeça dúvidas difíceis de resolver. Afinal, deve-se optar pelo conforto, durabilidade ou beleza? No caso dos estofados estas dúvidas são muito freqüentes e ainda estão aliadas a detalhes importantes.

Ter mobiliários que já fazem parte da decoração, muito ou pouco espaço, criança em casa, animais... Tudo isso deve ser levado em conta na hora de escolher o estofado, além do seu objetivo.

Mas nem sempre a usabilidade ou o conforto estão no topo da lista de preferências. "A maioria das pessoas opta pelo mais bonito", confirma o arquiteto Carlos Gouvêa. Segundo ele, uma forma de não errar na escolha é preferir o tecido impermeabilizado. "A limpeza é mais fácil, pois a sujeira fica na superfície. O líquido até vai entranhar, mas com menos facilidade que no tecido comum", explica ele.

O tecido mais procurado é o chenille (nas fotos abaixo), pois é mais chique e mais encorpado. Aliás, ele é o ideal para os sofás que vão ficar na sala de estar. "Ele dá um toque confortável e fica mais bonito", garante Carlos. Para a sala de televisão, este tecido também pode ser usado, porém, existem outros mais confortáveis, como a camurça e o suede.

Imagem de chenille  Imagem de chenille

Mas como a sala de televisão é um ambiente muito utilizado, talvez seja melhor investir em um estofado mais fácil de limpar. "A camurça e o suede são mais difíceis. Neste caso, é melhor usar a sarja peletizada, um tecido mais resistente e confortável, pois é mais macio do que a sarja comum", explica o arquiteto. Este tecido é aconselhado para sofás-cama e capas para sofás.

Porém, a sarja (nas fotos abaixo) não é um tecido bonito e o sofá não realça por si só. É por isso que Carlos ressalta a importância da decoração. "Um sofá de sarja pode não ser bonito, mas tudo vai depender dos outros objetos que compõem o ambiente". Dessa forma, combine o sofá com os tapetes, quadros, cadeiras e cortinas. Assim, é possível ter um estofado resistente e de bom gosto.

Imagem de sarja Imagem de sarja

Carlos também diz que a sarja é o tecido ideal para quem tem animais em casa, pois é mais fácil de limpar. Ao contrário dela, a camurça não é aconselhada para casas com animais. Além de pegar muito pêlo, a sujeira agarra por causa da textura do material. "Além disso, muita gente não gosta desse material, porque ele passa uma impressão de que está bagunçado, já que a fibra da camurça muda de acordo com a forma como passamos a mão".

Assim como a sarja, o isocouro (foto abaixo à direita) também é uma boa opção, porque é fácil de limpar. É um material sintético e atende bem quando há crianças ou animais em casa. Mas o arquiteto diz que há um porém. "São materiais muito fáceis de estragar e furam com facilidade, até mesmo com a unha dos animais". Eles também ficam bonitos, dependendo do contexto.

Imagem de jacquard Imagem de isocouro

Se o estofado estiver em uma sala cujo objetivo é só receber pessoas, Carlos aconselha a usar o chenille ou o jacquard (foto acima à esquerda). "Assim o ambiente fica mais chique", garante. Entre estes dois, o segundo ganha pela durabilidade, já que é mais resistente. Ele também é o tecido ideal para ser usado em cadeiras que fazem conjunto com os sofás, justamente por ser mais durável.

Imagem de Carlos Entre todos esses tipos, o chenille é o que tem melhor aceitação. "As pessoas só compram de outro material se o sofá já estiver pronto. Se for para fazer ou reformar, elas preferem o chenille", completa o arquiteto.

Para levar em conta o conforto, o tipo de espuma também deve ser observado. Se o sofá for para uma sala de visitas, não é legal que ele seja muito macio. "Geralmente, as visitas não se jogam no sofá, elas sentam mais na ponta. Então é melhor colocar uma espuma mais resistente". Para este caso, ele aconselha a optar por uma espuma que resiste mais, como a ortopédica, que é mais dura, ao contrário do estofado de uma sala de televisão, que pode ser mais macio.

Se mesmo com as dicas de Carlos ainda restar dúvidas, talvez o preço de cada um deles possa ajudar na hora da decisão. Confira abaixo.

Decida-se
  • O Chenille trabalhado custa cerca de R$ 150* o metro
  • O Chenille normal custa cerca de R$ 45* o metro
  • A Sarja custa cerca de R$ 45* o metro
  • A Camurça custa cerca de R$ 70* o metro
  • O Isocouro (couro trabalhado) custa cerca de R$ 50* o metro

*Preços consultados em fevereiro de 2008


Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.

Leonardo Ferreira Ribeiro: Tenho cachorro e crianças e quero cobrir o meu sofá, gostaria de um tecido resistente e confortável, qual vc me indica? Lembro que as crianças adora deitar no sofá.

Ligia Correa da Silva: estou querendo ou melhor precisando trocar os tecidos das cadeiras da sala de jantar!!!!

Lúcia Reis: quero comprar o ultrasuede para forrar meus sofás. Onde encontro?

Mônica Coculilo: O estofador indicou um revestimento chamado "facto" em substituição ao atual revestimento do meu sofá que em em corino. Ele disse que é mais resistente e fácil de limpar em comparação ao corino. Saberia dizer se esta informação procede?

Margarete Masiero: onde posso comprar os tecidos pela internet? chenille ou Jaquard, quero bem colcoridos....

Rosangela Soares de Moraes: ola gostaria de saber onde posso comprar esse tecido jac quard grafite no rio de janeiro qualquer informação rsmoraes.29@hotmail.com desde ja agradeço

Josué Veríssimo: Onde eu acho para comprar aquele tecido com tema de chinelos, foto a direita lá em cima?

Vera Gusmão Martins Oliveira: onde podemos comprar esses tecidos?

Mario Saverio Colacino Selvaggi: QUE TECIDO É MELHOR PARA SOFAS EM CASAS COM GATOS???? ELES ADORAM AFIAR AS UNHAS NELES.

Maria Rosa Campos Campos: Quero forrar meu sofá,pois tenho cachorro em casa q gosta de dormi em cima,o problema e o pelo que tipo de tecido devo usar,obrigado.

Mario Saverio Colacino Selvaggi: Q