Cidade

Você acha que o Miss Brasil Gay é um evento
importante para Juiz de Fora?

Participe, deixe registrada aqui a sua opinião!

Tâmara Lis
08/08/03

Aceitação pelo poder de consumo! Esta vem sendo a realidade para o público gay que freqüenta o Miss Brasil Gay em Juiz de Fora.

As roupas coloridas, alegria transbordante e o desfile de rapazes e moças de mãos dadas e com comportamento "explícito" de namoro não são mais importante para a população do que o montante de dinheiro que eles deixam na cidade.

Cruel? Pode parecer à primeira vista, mas é a pura realidade. Assim como vem acontecendo com outras parcelas da sociedade que já sofreram muito com a discriminação como mulheres e negros, os gays também estão conseguindo o respeito que tanto buscam e merecem.
Mas precisam pagar muito caro por isto. Literalmente!

Quanto vale o preconceito?
A resposta para a aceitação e aprovação do Miss Brasil Gay em Juiz de Fora vem sempre acompanha do quanto isto é bom para nossa economia.

Resposta bem diferente da que obteríamos se a pergunta fosse sobre a importância do carnaval ou do fla-flu no estádio municipal. Aí talvez aparecem respostas do tipo:


- ah! todos tem direito a se divertir
- é uma expressão da cultura do nosso povo
- é maravilhoso, necessário e tantos outros adjetivos!

Pois bem. Ainda não conseguimos encontrar este tipo de respostas nas ruas. Assim como dificilmente ouviremos tão cedo exclamações que exaltem a qualidades de direção das mulheres, a capacidade intelectual dos negros, a beleza dos gordinhos e tantas outras posturas que se esperam de uma sociedade livre de preconceitos.

Em uma pesquisa realizada pelo Movimento Gay de Minas em parceria com a Universidade Federal de Juiz de Fora, a Faculdade de Turismo de Santos Dumont, a Escola de Turismo da Universidade Professor Antônio Carlos e o curso de turismo do Colégio Técnico Universitário da UFJF, os resultados não são muito diferentes, já que 57% da comunidade reconhece a enorme importância econômica do evento para o município.

A pesquisa Turismo GLS 2002 indicou que no ano passado 4.464 turistas estiveram na cidade participando do V JF Rainbow Fest e do Miss Gay.

Destes, 72% se hospedaram em hotéis, freqüentaram restaurantes, fizeram compras e injetaram na economia da cidade cerca de R$1,6 mil, o que representa um gasto médio/diário de R$179, ou seja, três vezes mais que o turista convencional.

Através do aumento do poder de consumo e da ocupação de cargos de chefia as chamadas "minorias" vêm se firmando e conquistando, a duras penas, o respeito da sociedade.

E você? Acha que o Miss Gay é um evento importante para
Juiz de Fora? Queremos saber sua opinião


Sim. O Miss Gay traz muitas divisas para a cidade. Juiz de Fora fica mais movimentada e alegre. O evento faz parte da cultura da cidade e tem que continuar.
Alvanir Nascimento

É um evento importante. E não acho que a cidade seja prejudicada por sediar o Miss Gay. As pessoas daqui gostam muito do Miss Gay. Muita gente vai para a rua ver a festa.
José Hideraldo

O evento é importante sim e não acho que a cidade fique com má fama por ser sede do Miss Gay não. Afinal de contas em São Paulo também acontece a parada gay e ninguém pensa que todo paulista é homossexual.
Thais de Sá

É bom por causa do dinheiro que rola na cidade. A procura por hotéis também é muito grande. Mas para a fama da cidade não é muito bom não.
Janaina Souza

Quem fala que o evento não é importante está mentindo. Vem gente do país inteiro participar do Miss Gay e o evento movimenta muito a economia da cidade.
Douglas

O Miss Gay é muito importante por tornar a cidade ainda mais conhecida e movimentar a economia de Juiz de Fora.
Eduardo Moreira

Acho o Miss Gay muito importante para o turismo e comércio da cidade além de dar atenção à cidade dando destaque nacional e até internacional. O Miss Gay é uma festa divertida e ao mesmo tempo passou a ter um lado de conscientização, o que é importante.
Os homossexuais existem sim e sempre existirão, não se pode negar, e é necessário quebrar aos poucos o preconceito e a má visão que a sociedade tem.
Sérgio José

Existem outras formas de realizar o desenvolvimento de nossa cidade sem causar o constrangimento em nossas crianças de verem essas pessoas se agarando pelas ruas !!!
Marcos

O Miss Gay é importante, ele representa a tradição e foi o gancho para a militância em prol da conscientização não só dos direitos dos homossexuais, mas também dos deveres da sociedade relacionados ao respeito a um dos fundamentos da constituição, qual seja, a dignidade da pessoa humana.

A cidade infelizmente apesar de apresentar uma câmara de vereadores moderna, possui uma população provinciana e ignorante, que ainda não aprendeu a conviver com as diferenças. É lamentável que a idéia que se tem do homossexual seja pejorativa
André Luis Santos

Sim. Concordo ser o Miss Brasil Gay, um evento de muita importância para nossa querida Juiz de Fora, não só pela economia, uma vez que existe grande faturamento do comércio local, mas principalmente pela parte de integração, deixando de lado o preconceito. Parabéns organizadores, Parabéns Juiz de Fora, cidade que vem dando uma verdadeira lição de solidariedade.
Nelson Luiz Rezende de Barros

No meu modo de pensar, o Miss Gay nada acrescenta de cultura para a cidade de Juiz de Fora , mas sim nos trás muito constrangimento com os amigos de outras cidades e com isso, nós homens, somos alvos de chacotas como: "Você é da terra dos Gays. Juiz de Fora só tem Gay".

São situações, que provocam para nós homens muito constrangimento. Penso que cada um faz da vida o que acha melhor, mas desde que não provoque falta de pudor para as pessoas. Penso que tudo tem o seu lugar certo e não há necessidade de manifestar a HOMOSSEXUALIDADE na rua provocando as pessoas que por ela passam.
Sérgio

Sim. Por poder expressar o sentimento, dos participantes, e público. Sempre em qualquer tempo e lugar, haverá os opositores. Afinal já se diz de longa data que é impossível agradar a gregos e troianos. Parabéns, foi maravilhoso, espetacular. Parabéns a todos os participantes e promotores do evento.
Lima

Os Estados preconceituosos são os do sub-mundo; portanto com características subdesenvolvidas em sua maioria. Temos que ampliar nossa mente e aprender a respeitar as diferenças.
Adriana Leitão

O pior é a violência neste país, é o desrespeito, a falta de humanismo. É o preconceito deslavado de uma falsa sociedade de puritanismo. No mais tudo é válido.
Carlos Roberto Silva

Não tenho nenhum preconceito quanto a preferência sexual das pessoas. Mas tornar isso um evento onde são gastos minhões e milhões de reais, diante de um país com tantas dificuldades como: fome, miséria, desemprego, prostituição infantil, exclusão social, etc... torna-se um escândalo social.

Lamento que quando tantos profissionais são mal remunerados(os professores), o exemplo está em Juiz de Fora mesmo, não se presica ir longe, o Sr. Prefeito num gesto generosíssimo, propõe um aumento de de R$18,00 reais, e gasta com o Miss Gay rios de dinheiro, deveria se envengonhar.

O gay não pode jamais ser excluído, mas afirmar, como alguns imbecis, que é cultura, é sim para boates e outros lugares do gênero, ou que o acontecimento é diversão, não concordo. Respeito gays na escolha de vida e desejo que sejam cidadãos, no pleno sentido da palavra. Mas não exageremos.
Leon Klibert

É importante para a vida de cada uma das candidatas, pois é o espaço para elas mostrarem seu valor e sua beleza, e é isso que interessa, que elas sejam felizes. É inacreditável que no mundo em que vivemos ainda existam pessoas contra o homossexualismo. É algo tão real que deveria ser mais respeitado e ser analisado de uma forma mais natural.
Giordana Souza

Sou mineiro do Norte de Minas. Radicado no Paraná há 40 anos. A minha pouca cultura, mas eficiente, é de apoiar o livre arbítrio, só assim viveremos democráticamente. Respeitar tudo e todos é a regra número um de uma verdadeira Democracia. A opção sexual de cada um de nós está incluída neste jogo democrático. Eu respeito, e apoio todos aqueles que lutam pelos seus direitos. Os homossexuais antes de serem gays, são seres humanos com sentimentos, com alma, com desejos, com sucessos por isso tem o meu apoio. Vão em frente meus amigos, meus irmãos. A verdadeira revolução é feita dentro da gente.
Manoel José da Silva

É o dia que todos estão voltados para o evento que acontece na cidade. Fora a recepção dos mineiros "uai", que é maravilhosa!
Jhony

O Miss Gay é importante sim. Além de movimentar a economia da cidade mostra que homossexual é gente!!! Temos que nos conscientizar disso e respeitar o direito à liberdade de escolha de todos. E parabenizar a todos que são responsáveis pelo evento.
Priscilla Sobrinho

Independente das raças religiões se é ou não importante para a economia, são pessoas como outras quaisquer buscando seu espaço na sociedade assim como a mulher buscou e ainda busca até hoje. Descriminá-los e não deixar que nossa cultura chegue aos extremo é deixar um passo de nossas vidas sem participação do próximo.
Paulo Sergio Paulino da Rocha

Um evento desta magnitude, ao meu ver, é mais importante enquanto instrumento de conscientização, de valorização das minorias,do que pelas vantagens econômicas que pode acarretar; esta deveria apenas ser uma conseqüência implícita ao processo.
Maria José Vasconcellos



E você, acha que o Miss Gay é um evento importante para Juiz de Fora?

      Sim
      Não
   
ATENÇÃO: o resultado desta enquete não tem valor de amostragem científica
e se refere apenas a um grupo de visitantes do JF Service.

Por que?

Nome:


E-mail:
Opinião

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.