• Assinantes
  • Cidade
    Terça-feira, 25 de outubro de 2011, atualizada às 14h09

    Prédio de seis andares atingido pelo fogo corre o risco de cair

    Da Redação

    A Defesa Civil de Juiz de Fora realizou a demolição das estruturas que restaram das lojas alvos do incêndio ocorrido na esquina da rua Floriano Peixoto com a avenida Getúlio Vargas na última segunda-feira, 24 de outubro. As explosões comprometeram ainda mais a estrutura do prédio de seis andares, onde funcionava uma loja de artigos de borracha, que corre o risco de cair.

    No início da tarde desta terça-feira, 25, duas retroescavadeiras trabalhavam na retirada do entulho resultado das lojas localizadas na esquina das duas vias. "Interrompemos, temporariamente, o resfriamento da área, a fim de que a operação de retirada de entulho seja realizada. Mas é preciso usar jatos de água devido ao risco dos focos de incêndio voltarem. Vamos resfriar até quando houver risco", informa o assessor de comunicação do 4º Batalhão de Bombeiros Militar (4º BBM), capitão Marcos Moreira Santiago.

    Técnicos da Defesa Civil deverão avaliar as estruturas após o resfriamento ser finalizado. No início desta tarde, era possível ver pequenos focos de fogo no interior da loja de artigos para festa, onde foi iniciado o incêndio.


    Até as 10h30 desta terça-feira, 25, o fogo havia sido controlado no local. Desde o início dos trabalhos, por volta das 17h da segunda-feira, 24, dois milhões de litros de água foram usados no combate às chamas. Segundo Santiago, a dificuldade maior foi controlar o fogo, diante de produtos tão inflamáveis. "Havia uma quantidade anormal de estoque e as instalações, por serem antigas, não tinham condições ideais de manter esses produtos. Até o momento, não há suspeita do que pode ter causado o incêndio."

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.