• Assinantes
  • Cidade

    Cerca de 30 policiais federais em greve doam sangue em JF

    A classe realizou uma passeata até o Hemominas, onde ocorreu a ação. O objetivo é contribuir para melhorar o baixo estoque de sangue registrado pelo órgão

    Envie a sua foto pelo link SUA NOTÍCIA, clique aqui
    14/8/2012

    Policia Federal no Hemominas

    Cerca de 30 policiais federais, em greve desde o dia 7 de agosto, doaram sangue durante a manhã desta terça-feira, 14 de agosto, no Hemominas de Juiz de Fora. A iniciativa começou com uma passeata na sede da Polícia Federal (PF), localizada no bairro Manoel Honório, que seguiu até o local. De acordo com o representante do Sindicato dos Policiais Federais em Minas Gerais, Robson Carneiro da Silva, o objetivo da ação é apoiar o Hemocentro, que encontra-se com o estoque de sangue abaixo da meta. "Queremos mostrar para a sociedade que ela pode contar conosco, quando é preciso. A greve não interfere no nosso compromisso público", diz.

    Segundo Carneiro, 76% do efetivo da PF encontra-se em greve na cidade em busca de melhoria salarial. Os profissionais ocupam cargos de agentes, escrivães e papiloscopistas, o que representa 9 mil do efetivo total, que atualmente é de 12 mil policiais, em todo o Brasil. Além da reposição salarial, os policiais reivindicam o reconhecimento legal das atribuições dos cargos que estão em greve, com a reestruturação da carreira; condições adequadas de trabalho para poder exercer as funções e um diretor geral, que atue como o representante de toda a PF. "Nesta quarta-feira, às 10h30, haverá uma manifestação em Brasília, paralelamente a uma reunião da PF com o Ministério do Planejamento. Vamos aguardar a posição do governo para decidir sobre a continuidade do movimento", explica o policial.

    Os textos são revisados por Mariana Benicá

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.