• Assinantes
  • Cidade
    Terça-feira, 7 de junho de 2016, atualizada às 17h20

    Servidores da Cesama paralisam nesta quarta e pedem cumprimento da data base

    Da Redação

    Servidores da Companhia de Saneamento Municipal (Cesama) vão paralisar as atividades nesta quarta-feira, 8 de junho. Pela segunda vez, representantes da Cesama e Ministério Público não compareceram a reunião de negociação agendada pelo Sindicato dos Trabalhadores e do Serviço de Água de Juiz de Fora (Sinágua-JF) no Ministério do Trabalho nesta terça, 7. Nova discussão ficou reagendada para esta sexta, 10, às 14h30. “É um absurdo o patronal não mandar ninguém, nem mesmo uma justificativa. Mesmo acionados pelo Ministério do Trabalho e sindicato, o MP também não se manifestou e sabemos da importância da sua participação para resolver o impasse”, destaca o presidente do Sinágua, Ednaldo Ramos.

    Ramos afirma que novo indicativo de greve será discutido com a categoria. A proposta apresentada pela diretoria da Cesama garante a recomposição inflacionária de 11,07%, o que representa o Índice Nacional de Preços aos Consumidor (INPC ) de março de 2015 a fevereiro de 2016, a partir de junho deste ano, sem a certeza do retroativo dos meses de março, abril e maio, visto que a data-base é março. “Estamos junto no Fórum Sindical para garantirmos nossa data base. Eles querem dar vinculado ao faturamento e a categoria não concorda”, destaca.

                   Resposta Cesama

    A assessoria de comunicação da Cesama destaca que a diretoria "concedeu aos funcionários, unilateralmente, reajuste de 11,07% nos salários a partir de junho  e que o reajuste referente aos meses de março, abril e maio será pago até dezembro deste ano, caso seja atingida a expectativa de crescimento médio do volume faturado de 1,28%. Concedeu, ainda, reajuste de 11,07% dos tíquetes alimentação/refeição e cesta básica, além de correção do valor do auxílio creche para R$167,43, todos retroativos a março deste ano. A companhia reitera que a data base para a negociação salarial dos funcionários da Cesama continua sendo o mês de março."

    Em nota, a Cesama explica que no dia 1º de junho, havia uma reunião marcada no Ministério do Trabalho e Emprego com o Sinágua. Como, naquele momento, a Companhia não poderia acrescentar novos elementos à negociação, solicitou ao ministério uma prorrogação de dez dias para nova reunião, a partir daquela data.

    Na segunda, 6, às 15h27, a Cesama recebeu novo ofício do Ministério do Trabalho, com o convite para a reunião desta terça, 7. Como o diretor da companhia estava com viagem agendada previamente, respondeu ao Ministério do Trabalho sobre a impossibilidade de comparecimento, por meio de ofício, na manhã desta terça. 

    Uma nova reunião entre Cesama e o Sinágua foi agendada no mesmo local para o dia 10 de junho, às 14h30.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.