• Assinantes
  • Cidade
    Terça-feira, 21 de fevereiro de 2017, atualizada às 12h09

    Quadrilha que movimentava R$ 6 milhões por mês em cocaína é presa pela PF

    Lucas Soares
    Repórter

    A Delegacia da Polícia Federal (PF) de Juiz de Fora prendeu 14 pessoas, suspeitas de envolvimento com tráfico internacional de drogas. A operação, batizada de Thiphon, teve origem a partir da cidade e ocorreu, de forma simultânea, em vários estados do país. Os suspeitos que estão detidos em Juiz de Fora são da região da Zona da Mata.

    Segundo o delegado regional de combate ao crime organizado da PF de Minas Gerais, Marcílio Miranda Zocrato (foto acima, a esquerda), a droga vinha da Bolívia. "Alguns estados da federação estão participando, como Espírito Santo, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Mato Grosso. Neste momento estão acontecendo cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão nesses estados, na região de Juiz de Fora e em algumas cidades próximas. Algumas pessoas já foram presas, sendo 31 prisões preventivas determinadas pela 3ª Vara da Justiça Federal", conta.

    O delegado chefe da PF em Juiz de Fora, Ronaldo Guilherme Campos (foto acima, a direita), deu mais detalhes sobre o caso. "A investigação demonstrou a existência de vários núcleos responsáveis pelo abastecimento de cocaína na região de Juiz de Fora e nos estados vizinhos. Há uma conexão entre esses núcleos, que estabelecem negociações com os fornecedores que estão no Mato Grosso, negociando a droga na Bolívia. A partir de falas dos próprios presos, cada núcleo desse negocia cerca de uma tonelada mês, por R$ 6 mil o quilo, totalizando R$ 6 milhões mês", diz.

    Segundo o delegado, na região de Juiz de Fora foram cumpridos 21 mandados de prisão, sendo que alguns ainda estão em andamento. "Os cumprimentos foram feitos em vários bairros e cidades, como São João Nepomuceno, Rio Novo, Guiricema e Barbacena. A maioria absoluta deles já têm mandados de prisão em aberto por crimes passados, da mesma natureza. Boa parte dele também estão condenados por homicídio", comenta.

    O delegado explica que, apesar do passado criminoso, os presos são considerados novos no tráfico de drogas internacional, utilizando de comércio legitimo de venda e troca de veículos na cidade."A droga chegava ao país pelo município de São José dos Quatro Marcos (MT), e descia até São Paulo. Dali abastecia o núcleo de lá e chegava à Juiz de Fora, para refazer a distribuição O material vinha por rodovias. Não identificamos remessa e distribuição por meio de aeronaves", conclui.

    As investigações duraram cerca de oito meses e foram efetuadas com o auxílio da Polícia Militar e da Polícia Civil de Minas Gerais. Uma menor está entre as apreendidas. Cerca de 200 policiais federais trabalharam na operação em todo o país.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.