• Assinantes
  • Cidade
    Quarta-feira, 26 de abril de 2017, atualizada às 14h38

    Cemig realiza mutirão para identificar ligações irregulares no Centro de JF

    Da redação

    A Cemig realiza, nesta quarta-feira, 26 de abril, um mutirão de inspeções para identificar possíveis ligações irregulares em Juiz de Fora, Uberaba, Ituiutaba, Ipatinga, Pouso Alegre, Varginha e Belo Horizonte. O mutirão acontece durante toda esta semana e a companhia deve realizar 650 inspeções em medidores de consumo de energia e 5 mil cortes por inadimplência nesses locais. O retorno financeiro é estimado em cerca de R$ 10 milhões.

    Segundo a assessoria da empresa, "as ligações irregulares, popularmente conhecidas como 'gatos', são um problema não só para as distribuidoras de energia, mas também para a população. A Cemig estima um prejuízo de, aproximadamente, R$ 300 milhões com essa prática lesiva.  E esse valor é rateado com os clientes adimplentes e regulares, conforme a legislação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), órgão regulador do sistema elétrico - por meio da tarifa de energia".

    A estimativa é de que a tarifa dos mineiros poderia ser até 5% menor se não houvessem ligações irregulares na área de atuação da Cemig. Por isso, as inspeções periódicas realizadas pela Empresa e as denúncias feitas pelos consumidores são tão importantes. Segundo o técnico da empresa, Samuel Tanuri, "essa inspeção busca notificar as irregularidades. A expectativa é que até o final do dia tenhamos um balanço do número de estabelecimentos vistoriados".

    Além dessa ação, desde as 12h20 diversos pontos do Centro de Juiz de Fora ficaram sem luz, até, aproximadamente 14h. O Portal ACESSA.com aguarda posicionamento da empresa, que está apurando o problema.

    Prática é criminosa

    Caso seja confirmado a irregularidade pela Cemig, o titular da unidade consumidora pode responder criminalmente, já que a intervenção é crime previsto no artigo 155 do Código Penal e prevê multas e pena de um a oito anos de reclusão, além da obrigação de ressarcimento de toda a energia furtada e não faturada em até 36 meses, de forma retroativa.

    “Além da sobrecarga na rede elétrica, as ligações irregulares podem causar graves acidentes e danos aos equipamentos elétricos e queda na qualidade da energia, devido às constantes interrupções no sistema elétrico provocadas pela sobrecarga gerada pelo consumo irregular. Vale lembrar, ainda, que várias ocorrências de rompimento de fios e queima de transformadores são registradas devido a essa prática criminosa”, diz o gerente de Gestão e Controle da Medição e das Perdas da Cemig, Marco Antônio de Almeida.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.