• Assinantes
  • Cidade
    Sexta-feira, 20 de outubro de 2017, atualizada às 11h36

    Homem suspeito de pedofilia é preso durante operação Luz na Infância em Juiz de Fora

    Da redação

    Um homem, de 59 anos, foi preso em flagrante pelo crime de pedofilia na manhã desta sexta-feira, 20 de outubro, em Juiz de Fora. A prisão faz parte da operação integrada Luz na Infância, considerada a maior ação da história de combate à pedofilia, que acontece em parceria com  Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP). A Polícia Civil cumpre 14 mandados de busca e apreensão em várias cidades mineiras, e um deles resultou no flagrante no município. A ação acontece em 24 estados do país e no Distrito Federal.

    Conforme informações preliminares da Polícia Civil, na cidade, estão envolvidos na operação três investigadores e um perito criminal comandados pela delegada Sheila Oliveira. Durante manobra realizada na Zona Norte, a equipe encontrou na casa do suposto pedófilo um computador, um HD externo e um cartão de memória, que armazenavam farto material de pedofilia envolvendo crianças e adolescentes. O autor foi preso e conduzido à 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Juiz de Fora onde terá o flagrante confirmado e ainda nesta sexta, 20, será encaminhado ao Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp).

    Os alvos da operação Luz na Infância foram identificados através de um levantamento de informações pela Senasp e a Embaixada dos Estados Unidos da América no Brasil - Adidância da Polícia de Imigração e Alfandega em Brasília (US Immigration and Customs Enforcement-ICE). Com base em informações e evidências coletadas em ambientes virtuais, a Polícia Civil instaurou inquérito policial e representou pela busca e apreensão junto ao Poder Judiciário, visando apreender computadores e dispositivos de informática, usados para guardar os conteúdos de pedofilia, indiciar e prender os criminosos.

    De acordo com a polícia, os trabalhos que resultaram na operação vêm sendo feitos há seis meses e auxiliaram no aprimoramento da ação de inteligência de segurança pública e atuação em modelo de força tarefa, que reúne em um mesmo ambiente de trabalho policiais, com expertise e capacitação na repressão aos crimes virtuais e de pedofilia, cenário ideal para coletar e preservar evidências criminosas, garantindo, como consequência, a identificação e posterior condenação dos criminosos pela Justiça.

    A Polícia Civil apresenta como perfil dos pedófilos, pessoas adultas que tem preferência sexual por crianças prépúberes ou no início da puberdade.

    Uma coletiva de imprensa, para divulgar maiores detalhes da operação, será realizada às 15h, na delegacia de Santa Terezinha.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.