• Assinantes
  • Cultura
    Quinta-feira, 11 de janeiro de 2018, atualizada às 19h04

    Funalfa suspende desfiles e anuncia edital para requalificação das escolas de R$ 150 mil

    Angeliza Lopes
    Repórter

    Em coletiva à imprensa na tarde desta quinta-feira, 11 de janeiro, o superintendente da Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa), Rômulo Veiga, informou que não haverá desfile das escolas de samba neste ano em Juiz de Fora. Em virtude deste cenário, a fundação trabalhará durante 2018 com nova proposta de lançamento de edital de R$ 150 mil para a requalificação das Escolas de Samba. A intenção é que as agremiações busquem uma fatia deste montante, que é orçamento do Fundo Municipal de Cultura, para execução de pequenas reformas nas quadras, projetos culturais, oficinas e atividades carnavalescas e esportivas.

    Rômulo explica que a intenção é que este edital motive as escolas voltarem a realizar ações, como oficinas de percussão, por exemplo, para resgatarem o nível de interação comunitária, que se perdeu devido diversos problemas. “Queremos trazer novamente para as escolas sua representatividade como vetor sócio cultural dentro das comunidades, para que sejam mais expressivas nos seus bairros e fortaleçam. Vamos fazer reuniões com os presidentes das escolas logo depois das programações carnavalescas para discutir como será mais interessante para todos o formato do edital”, destaca.

    Ele disse ainda que além dos 13 grupos integrantes da Liga, outras duas escolas de Santa Luzia e do Borboleta poderão participar do certame. “Sabemos também que existem quadras que estão com documentações desatualizadas, por isso vamos dialogar para dar um tempo para a maioria regularizar suas situações. Queremos que esta política possibilite uma multiplicação de receita e estimule todos na busca por oportunidades de patrocínios e parcerias para que possibilite sua sustentabilidade econômica”.

    No ano passado, a Funalfa lançou novo modelo de execução dos desfiles em Juiz de Fora. Aprovado em setembro, o projeto inscrito pela Funalfa na Lei Rouanet previa um aporte de mais de R$ 2,1 milhão para a execução da Passarela do Samba, composta por 13 agremiações integrantes da Liga Independente das Escolas de Samba do município (Liesjuf). Mesmo com negociações em andamento com empresas locais, o valor necessário não foi captado a tempo. “Vamos prorrogar o projeto já aprovado no Ministério da Cultura para 2019. A cidade adotava um modelo antiquado, por isso buscamos exemplos que já existem em outras cidades como Uruguaiana e Vitória. Antes a Prefeitura arcava com 80% dos valores gastos nos desfiles”, explica.

    Ele destaca que as novas políticas culturais ainda são recentes e precisam ser trabalhadas para garantir uma consciência entre empresas locais e, até em pessoas físicas que recebem mais de R$ 5 mil e, podem declarar para fundos de destinação cultural “Juiz de Fora não possui esse ecossistema, por isso a intenção é trabalhar em conjunto com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico formas de motivar essas medidas dentro das empresas”.

    Folia consciente e mais moderna

    As programações carnavalescas serão antecipadas mais uma vez neste ano, mas a programação ainda não está fechada, já que o edital de Alvará e Apoio do Carnaval 2018 permanece aberto até esta sexta-feira, 12. Até o momento, 40 atividades já estão cadastradas. No ano passado 69 participaram do certame, dentre eles 64 foram aprovados pela Comissão de Carnaval, formada por representantes das secretarias municipais de Governo, de Transporte e Trânsito, de Atividades Urbanas, de Segurança Urbana e Cidadania (Guarda Municipal) e da Funalfa, além da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. A expectativa é de que a programação completa do 'Corredor da Folia', com shows, blocos de rua e atividades carnavalescas, seja divulgada até o dia 22 deste mês.

    Durante a coletiva, o superintendente antecipou as novidades para a folia, que utilizará mais recursos digitais a seu favor. Os recursos online serão o Mapa da Folia, que informará pelo novo site e plataforma mobile todos os locais onde acontecerão eventos referentes ao Carnaval, com possibilidade de filtragem por área geográfica, horário e faixa etária; além do aplicativo Waze para informar pontos de interdição e novas possibilidades de rota. “Em parceria com a Settra, o público poderá encontrar no aplicativo os dias, horários e trajetos de desfiles dos blocos, com indicação de rotas alternativas. A ferramenta vai beneficiar quem procura participar do carnaval e quem precisa desviar das festividades”.

    Outra novidade para este ano será a programação no domingo de Carnaval, dia 11 de fevereiro, na Praça Antônio Carlos. Quem passa o feriado na cidade vai poder aproveitar o evento em homenagem ao centenário de Geraldo Pereira. A programação acontecerá das 10h às 17h, e o encerramento terá show da sambista Sandra Portela e convidados.

    A identidade visual do Carnaval 2018, criada pelo designer Bruno Junqueira, pretende ressaltar os conceitos de tropicalismo e diversidade. O diretor de Cultura da Funalfa, Zezinho Mancini, contou que estas formas serão utilizadas para a criação da campanha bem-humorada que pretende incentivar o convívio harmonioso, a responsabilidade e a generosidade nas mais diversas áreas durante a Festa do Momo. “As peças estão em teste e vão abordar assuntos desde o respeito às mulheres e aos LGBTI, até a moderação no consumo de álcool e os cuidados com as DSTs, além de incentivar a população a participar e engrandecer a maior festa popular de nosso país”.

    Rômulo acrescenta que a ideia é viralizar as frases, que possuem uma linguagem bem descontraída, como este exemplo: "Ela chapou os coco e tá doidona? Aproveita... Pra ajudar e mostrar que você é um cara legal | Sexo sem consentimento é estupro - estupro dá cadeia" . “Também serão impressos botons e estandartes que serão distribuídos para os blocos”.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.