Direitos Humanos

Curso de locomoção para pessoas com deficiência visual A quantidade de professores é pequena para tanta procura. Quem quiser fazer o curso precisa ficar na fila de espera e aguardar ser chamado


Thiago Werneck
Repórter
13/12/07

Ser independente e andar nas ruas sem ajuda de um guia e sem se preocupar com os obstáculos da calçada. Essa é maior conquista das pessoas que possuem deficiência visual e que fazem o curso de locomoção na Associação dos Cegos (conheça o trabalho da Associação).

Tudo começa dentro da instituição e depois, aos poucos, os alunos são levados para o centro de Juiz de Fora, vão conhecendo os quarteirões e aprendendo a andar no meio a várias pessoas na calçada sem esbarrar e correr riscos de trombar em algum lugar.

Segundo a professora que aplica o curso, Terezinha Izabel da Silva (foto abaixo), quem aprende a andar no centro de Juiz de Fora, se locomove por qualquer outra cidade do país. "Tivemos um aluno aqui que trabalhou percorrendo a principais ruas de Brasília fazendo cobranças", relata.

Atualmente, são cerca de 15 pessoas com deficiência visual a espera de uma vaga para fazer o curso. São apenas duas professoras, com os horários todos comprometidos. "É grande o número de pessoas com deficiência visual a espera de uma vaga. Os horários estão todos preenchidos e o número de professores é insuficinte para a demanda", comenta Terezinha.

O curso é individual e o tempo de aprendizagem varia entre os alunos. "Alguns têm mais facilidade, outros demoram mais para se acostumar", conta Terezinha. Quem completou o curso mais rápido, o fez em cinco meses em treinamento, mas outros ficam até mais de um ano para se acostumar.

Sobre o curso

foto da professora therezinha A professora explica que o curso de orientação e mobilidade para a pessoa que possui deficiência visual, "proporciona habilidade de conhecer seu ambiente e mover-se mais livremente pelo uso de técnicas específicas, adquiridas através da aprendizagem e aplicação".

O primeiro passo é ensiná-los a andar com um guia. Basicamente, eles aprendem a como segurar o braço da pessoa, a se sentar, procurar objetos que caem na rua, passar por portas e locais estreitos, se acomodar em locais como teatros e cinemas e a mostar que querem trocar o braço pelo qual está sendo guiado. "Iniciamos nas dependências da instituição com o uso das técnicas: como andar com guia, passagem estreita, mudança de lado, rastreamento, subur e descer escadas com o guia, como se assentar à mesa, como utilizar a bengala, subir e descer escadas com o uso da bengala e também escada rolante", explica Terezinha.

Depois, é hora de saber manusear a bengala. Segundo Terezinha, essa é uma das partes mais complicadas do curso. "Há todo um jeito certo de se pegar nela e de mexê-la. O braço não move, ela tem que ir de um lado para outro apenas com movimento do punho. Isso alguns demoram para pegar", conta. Nessa parte das aulas, o portador de deficiência visual aprende como subir e descer escadas normais e também rolantes. Com a ajuda da bengala é possível andar sozinho dentro da Associação dos Cegos: sempre perto da parede e fazendo um rastreamento com a bengala.

foto da professora therezinha ensinando ao aluno A fase mais difícil e mais importante é quando eles começam a sair para rua. "Eu os conduzo primeiro no quarteirão em volta da Associação. Vou falando tudo que está a volta dele e quando ele se sente seguro, os deixo andar sozinhos", explica Terezinha.

Antes de caminhar pelo centro da cidade, os alunos recebem orientações dos locais em que vão andar, através de um mapa em alto relevo que fica em das salas da Associação dos Cegos.

A cada evolução do aluno ele conhece um novo quarteirão. Desde a Associação dos cegos, que fica na Avenida dos Andradas eles têm aula que passam por todos os quarteirões até chegar a Avenida Independência. Como avaliação final andam pela Avenida Getúlio Vargas. "No decorrer desta trajetória ele vai adquirindo segurança e tornando mais independente possível. De acordo com os seus limites", esclarece a professora.

Esse cronograma é realizado aos poucos, seguindo o mesmo momento em que o aluno ganha confiança. "Vejo que ele está andando bem e solto mais um pouco. Na Getúlio sempre é mais difícil, quando eles ficam aptos a andar todo o centro de Juiz de Fora estão prontos para serem independentes", observa Terezinha.

Como tratar uma pessoa com deficiência visual?

Um dos objetivos da Associação dos Cegos, para 2008, é lançar uma campanha que oriente as pessoas de como agirem diante de um portador de deficiência visual. "Ninguém tem culpa de não saber tratar e, por isso, queremos começar a divulgar, porque acontece cada coisa...", destaca Terezinha.

Um dos casos mais comuns é quando junto com um guia o cego vai até uma loja. Segundo Terezinha, a maioria dos atendentes se dirige indiretamente ao portador de deficiência visual. "Eles perguntam para mim: o que ela vai querer? Eu digo: pergunta para ela. A pessoa tem que estar preparada para se dirigir diretamente a eles".

Outro exemplo acontece no ponto de ônibus. Terezinha conta que alguns chegam a ficar horas esperando um coletivo, depois de pedir para alguém avisar quando o ônibus que ele quer pegar chegou. "Acontece que a linha da pessoa passa primeiro e ela não avisa que foi embora. O deficiente fica esperando a informação e mal sabe aquele para qual pediu ajuda, já foi embora há tempos. Custa avisar ou deixar essa missão para outro?", questiona.

Os portadores de deficiência visual que quiserem fazer o curso podem procurar a Associação dos Cegos e colocar o nome na lista de espera. Já aqueles que querem saber como se tornar um professor de locomoção devem procurar a entidade que esporadicamente oferece cursos na área.

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.

Sheila Rodrigues: Os estabelecimentos podem limitar o número de contas que cada cliente poderá pagar no caixa? Exemplo a Drogaria Araujo só aceita 5 contas por cliente, então eu tinha 7 contas para pagar, tive que pagar 5 e ir para o final da fila para pagar as outras 2 contas. Isso é um absurdo.

Ana Felício: boa tarde,eu comprei um carregador de bateria minha camera panasonic lumix dmc fh 28 e até agora ningueim entrou en contato comigo é assim que funciona? deixei meu tel e nada oque eu faço?

Gleide Farias: Boa Noite, Parei de tomar o adoless faz uma semana faz medo ? Ou tem problema? Pode engravidar ? Mim responda o breve possivel?

Lidianne Senna: O médico indicou Selene para eu tomar pq eu tenho ovário policisticos, mas eu estou amamentando, meu filho tem 1 ano e 5 meses e ja tem 3 semanas q tomo, gostaria de saber quais são os riscos para meu bebê de eu tomar selene e continuar amamentando?

Karina Valentim de Oliveira: Olá bom dia..eu gostaria de uma ajuda urgente por favor.. eu amamento minha filha de dois anos e 4 meses, quando ela estava com 1 ano e meio mais ou menos o anticoncepcional Micronor não estava fazendo efeito e eu estava menstruando duas vezes no mesmo mês e por isso meu ginecologista me indicou o depo provera... como era de se esperar eu fiquei sem menstruar, porém eu tomei a primeira injeção dia 28 de agosto e a segunda dia 28 de novembro e após isso eu iria ter que tomá-la dia 28 de fevereiro mas preferi não tomar mais pois os efeitos colaterais estavam muito intensos... porém hj é dia 26 de abril e minha menstruação sem sinal e gostaria de saber o q eu poderia fazer... eu já fiz um Beta HCG ontem dia 25 de manhã e deu negativo... o q tá me deixando maluca é que estou sentindo cólica e não desce a menstruação... me ajudem pois não sei o q devo fazer... obrigada

Salatiel Salomao Pessoa: Ola uma amiga minha,tomou DIAD a 15 Dias atras 24 horas apos a penetraçao, hoje e 28/04 e a mentruaçao dela nao veio ne normal pq nao se passou um mes,mais ela houve outra penetraçao ela quer saber se ela tomar o DIAD hoje vai ter algum problema?vai perde o efeito?

Tatiane Souza: Meu GO tb me receitou essa injeção , porém me arrependi. Agora não estou mais amamentando e gostaria e trocar por comprimido. Alguém sabe como devo proceder ? Assim que vencer o período é só iniciar com o comprimido ?

Adrieli Fonseca: olá boa noite estou super preocupada pois tomo anticoncepcional e esqueci de toma um dia e transei com meu namorado, só que a noite quando cheguei tomei o de ontem que tinha esquecido e o do dia e continuei tomando regularmente os que faltavam, só que até agora não desceu o que será????

Franciane Santos: eu tomo o normamor mais tava em falta nas farmacia ai eu menstruei e no quarto dia eu nao tomei so tomei com 8 dias e eu ando sentindo enjos tem pocibilidade de eu estar gravida

Eduardo Oliveira: minha esposa toma o anticoncepcional SELENE minha pergunta e a seguinte. uma pilula do SELENE tomada apos uma relação pode fazer o mesmo Efeito que uma PILULA DO DIA SEGUINTE?

Thais Cristina: Eu estou tomando o cerazette ja tem 1 ano e 3 meses o Go disse que eu poderia estar trocando para outro anti?. decide tomar o selene, eu queria saber se apos terminar o ultimo comprimido do cerazette se no dia seguinte ja posso tomar o selene ou devo esperar a mestruação descer para começar como selene

Isabela Silva: alguem pode me respnder? tomo perlutan a 5 meses. mês passado tomei dia 29 e esse mes hoje dia 17 ja mestruei o que devo fazer?

Gabriel Silveira: merda

Michelle Bonfim: Ola tenho 31 anos e a 12 faço o uso do microdiol mas meu marido fez a vasectomia e vou suspender o uso assim que estiver tudo ok,gostaria de saber se vou ter reações desagraveis devido a suspenção do mesmo? obrigado

Gleica Portela: alguem pode mi dizer se o anticoncepacional desogestrel faz parar de menstruar/?:

Fafá Morais Sampaio Silva: Adorei a idéia. Obrigada pela dica.

Marlucia Ferreira: DOUTOR , ESTAVA TOMANDO O SELENE A 1 MES, E NESSE MES JÁ IRIA PARA 2 MESES. E ANTES EU USAVA O INJETÁVEL. POREM NESSE MES INTERROMPI NO QUARTO DIA , POIS ESTOU QUERENDO ENGRAVIDAR. TENHO POSSIBILIDADES DE ENGRAVIDAR AINDA ESSE MES?

Ana Paula Guimaraes: gostei muito e fasio de fa'zer

Maria Eduarda: gostei muito e o unico q eu achei ensinando juntar os ovos

Odette Habermann Denzin: muito legal essas sugestões .vou tentar na próxima pascoa

Cristina Vinci: oiii

Margareth Cassar Schnabl: Adorei esse site! muito bom e fácil de usar.