• Assinantes
  • Esporte
    Domingo, 29 de outubro de 2017, atualizada às 8h

    Atletas juiz-foranos se preparam para a Maratona de Comrades

    Jorge Júnior
    Editor

    Boa forma, amor pelos esportes e o sonho de completar uma ultramaratona foram alguns dos fatores que levaram o educador físico Erick Brugiolo (foto ao lado) a se inscrever na Maratona de Comrades, conhecida como a “Ultimate Human Race”, que acontece na África do Sul, entre as cidades Pietermaritzburg e Durban , no dia 10 de junho de 2018. “Quando tive a ideia de participar dessa prova, convidei um grande amigo que conheci nas corridas. O Vanderson Luiz, mais conhecido como Vandin (foto abaixo), será meu parceiro nesse sonho. Seremos os únicos juiz-foranos participantes entre os 234 brasileiros”, conta o atleta, reforçando o ditado de que em corridas também se faz amigos.

    Segundo Erick, antes de se inscrever, ele e o amigo, analisaram todos os pontos da competição. “Estudamos bem o nível, a estrutura, quais as exigências para participarmos e chegamos à conclusão de que seria a maior prova de nossas vidas”. Outro fator determinante para a aventura dos locais foi que eles tiveram que fazer as inscrições muito antes do que o planejado. “O prazo era de setembro a novembro de 2017 ou até completar 20 mil inscritos. Mas, este ano, o numero de participantes foi sendo preenchidos mais rápido, então, em uma semana nos inscrevemos, para não perdermos essa chance”.

    Apesar de não ser a primeira vez que Erick se prepara para cruzar a faixa de chegada, ele garante que está ansioso. “A Comrades será meu maior desafio na corrida, já tenho quatro maratonas no currículo, algumas meias maratonas, várias provas curtas, mas escolhi a 'rainha das ultras' para estrear na categoria”, diz.

    Quem partilha da mesma opinião é o militar Vandin. “Já concluí dez ultramaratonas e tenho mais de 300 provas no currículo. Comecei com distâncias de 50 km até provas de 24h, entre 2006 e 2012. Neste período, sagrei o primeiro campeão brasileiro de ultramaratona de 24h, percorrendo a distância de 222,5 km, no Rio de Janeiro, em 2011”. Dois anos depois, tive que interromper as corridas por causa de uma lesão e retornei em 2016. Hoje, estou recuperado e volto, justamente, para o trajeto mais famoso e mais antigo”, orgulha-se.

    Treinos

    Segundo Erick, no próximo dia 23, ele começa uma planilha de treinos específica para a prova, com alguns testes até junho do ano que vem. “Para participar é necessário comprovar que já concluí uma maratona em menos de um ano e no tempo máximo de cinco horas. Com isso, em abril de 2018 estamos planejando participar da Maratona Internacional de São Paulo. A prova tem um tempo limite de doze horas para percorrer os 89 km. O atleta que não terminar o percurso nesse tempo não recebe medalha. Temos alguns objetivos pessoais que serão mais claros no decorrer dos treinamentos, mas o principal é de passar pelo pórtico de chegada antes das 11h59min59seg”, afirma o personal.

    Desafios

                                  

    De acordo com Vandin, apesar da motivação, um fator que deixa o sonho mais distante são os gastos com a prova. “Precisamos conseguir um apoiador. É uma viagem com custos altos. Eu e o Erick estamos em busca de patrocínio para minimizar os gastos. Infelizmente, não vivemos de corrida, praticamos por amor, para incentivar e inspirar outras pessoas, com isso uma das maiores dificuldades de todo atleta amador é a disponibilidade para os treinos. Teremos de nos esforçar mais do que o normal para conciliar trabalhos e treinamentos. Fora isso, a prova tem uma distância longa, com mudança de temperatura”, explica.

    Erick completa que “as despesas básicas são com passagens aéreas, inscrições e hospedagens. Nossos parceiros poderão divulgar suas marcas nas camisas dos treinos que iremos realizar até a prova, nas camisetas de competição, camisas de passeio, banners, nas redes sociais e mídias”.

    Sobre a ultramaratona

    O evento aconteceu pela primeira vez em 1921 em homenagem aos camaradas da Primeira Guerra Mundial. Além dos anos 1941-1945 (2 ª guerra mundial), quando o evento não aconteceu, mas tem acontecido a cada ano desde então. Este ano, 2017 é a 92ª corrida do evento.

    A Maratona dos Comrades acontece anualmente em Kwazulu-Natal entre as cidades de Durban e Pietermaritzburg. O sentido da rota alterna a cada ano com a direção de Pietermaritzburg a Durban conhecida como a prova com descida e a direção de Durban a Pietermaritzburg conhecida como a prova ascendente.

    A maioria dos corredores de Comrades tem uma preferência. Geralmente acredita-se que o up kinder, correr no sentido descida seja mais festivo.

    A experiência de correr Comrades já foi inspiração para muitos e virou até dois livros:  “Make Sure of Your Comrades Medal” de  Don Oliver   e “Comrades Marathon – The Ultimate Human Race” de John Cameron-Dow´

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.