Tecnologia

Aprenda a tirar boas fotos com o seu celular Especialistas dão as dicas para que as fotos pelo celular tenham ótima qualidade. Aprenda alguns macetes

*Guilherme Arêas
Colaboração
27/06/2007

A tecnologia tem permitido a condensação dos aparelhos eletrônicos e a criação dos multifuncionais. Uma parceria de sucesso foi a união entre câmera digital e telefone celular. A praticidade e mobilidade são os principais argumentos de quem utiliza o aparelho telefônico para tirar fotos. Mas, a qualidade das fotos tiradas pelo celular não seria a grande barreira que essa moda enfrenta atualmente?

O designer Fellipe Elias acredita que não. Há um ano e meio ele trabalha na criação de sites utilizando fotos tiradas, exclusivamente, do seu próprio celular. "O meu aparelho tira fotos com até 2.0 megapixels de resolução. Hoje, no mercado, existem celulares que tiram fotos de até 3.2 megapixels. Essa resolução já é mais do que suficiente pra quem trabalha com criação de sites", assegura Fellipe.

Para o designer, o receio dos clientes ainda é um fato visível. Mas quando Fellipe finaliza o site, o resultado mostra que o importante é saber utilizar a câmera, e não a quantidade de megapixels que ela oferece. Por isso, o designer orienta sobre alguns cuidados que devemos ter para tirar boas fotos pelo celular. "As dicas básicas servem para qualquer tipo de fotografia. Mas é importante que a pessoa se acostume com a câmera do celular para saber os recursos que ela pode oferecer. Se o celular dispõe do led, ele deve ser usado para fotos tiradas à noite, por exemplo. Evitar o uso do zoom também é importante para a foto não perder resolução", explica Fellipe.

Fotos do designer:

Foto Foto
Foto Foto
A arte no seu celular

Para os mais conservadores pode parecer estranho, mas as fotos tiradas pelo aparelho de celular podem virar arte. Foi o que fez a paulistana Cristina Pereira. A artista plástica expôs, recentemente, em Juiz de Fora, a mostra "Fotocelular". Na exposição, Cristina mostrou fotografias dos lugares onde ela costuma passar diariamente. A artista plástica explicou que começou a observar os detalhes do caminho que percorria e resolveu fazer o registro. As limitações de resolução de sua câmera foi um dos pontos que mais chamaram a atenção. "Achei interessante a câmera do celular pela variedade de falta de recursos", brinca Cristina.

Nas 30 fotos que expôs em Juiz de Fora, Cristina Pereira quis mostrar que a boa fotografia requer treino. Independente da tecnologia, a artista plástica defende a variedade de olhares para um mesmo fato. "O que faz o fotógrafo é o olhar. O equipamento é só uma ferramenta para ser explorada", conclui Cristina.

A exposição "Fotocelular" já percorreu as cidades de São Paulo e Santo André, além de passar por Juiz de Fora. No próximo mês, Cristina se prepara para expor seu trabalho em Macapá (AP).

Fotos da artista:

Foto Foto
Foto Foto

Tradição X Tecnologia

Foto

Há 22 anos trabalhando com fotografia em diversos eventos esportivos nacionais e internacionais, Benito Madalena (foto) acredita que a tecnologia que aliou foto digital e aparelho de celular tem suas desvantagens. "Hoje, temos a sensação de estarmos sendo vigiados o tempo todo. Isso tira a liberdade de cada um", defende o fotógrafo.

Apesar disso, Benito considera a possibilidade de registrarmos momentos importantes do cotidiano, um aspecto vantajoso na fotografia através do celular. "A velocidade de informações no mundo globalizado de hoje é muito grande. E essas tecnologias vieram para facilitar o contato entre as pessoas", afirma Benito.

O fotógrafo também defende que para se ter uma boa foto, independente do tipo de equipamento utilizado, a pessoa deve ter a sensibilidade no olhar. Aliado a isso, uma boa luz e um enquadramento bem feito são os principais segredos para o sucesso de uma fotografia.

*Guilherme Arêas é estudante de Comunicação Social da UFJF

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.