Casa

Casa e construção
Terrenos difíceis, casas criativas

Flávia Machado
04/04/02

Integrar a casa ao meio ambiente. No campo, no meio do mato ou na praia, o importante é que o projeto seja parte da natureza. Com a filosofia de que a casa deve adaptar-se ao espaço e não o contrário, o famoso arquiteto carioca, Cláudio Bernardes, morto ano passado em um acidente, conseguiu criar verdadeiras obras de arte. Construiu casas tipo palafitas na beira da praia e fez do vidro uma parede sem fronteiras para a floresta.

Longe da pretensão de imitá-lo, a construção de uma casa pode ficar muito mais fácil se houver uma adaptação da planta ao terreno original, explica o arquiteto Klaus Chaves, da Rogério Mascarenhas Aguiar Arquitetura. Ao invés de arrumar o terreno, porque não usar de alguns artifícios para deixar sua casa com uma cara diferente? Soluções criativas costumam dar um toque a mais na decoração, ainda mais sendo natural.

Na Casa das Canoas, projetada por Oscar Niemeyer, a pedra sai de dentro da piscina ... ... e segue até a sala de estar, fazendo parte da decoração

O próprio Oscar Niemeyer é um defensor desta idéia. Na construção de sua casa - a chamada Casa das Canoas, no Rio de Janeiro - o arquiteto tratou de integrar uma grande pedra que havia no terreno ao projeto. E a pedra que começa do lado de fora (foto da esquerda), na piscina, termina dentro da sala (foto da direita), fazendo parte da decoração.

E não precisa ser um Oscar Niemeyer para fazer isso. Em Juiz de Fora mesmo, a característica básica dos terrenos é apresentar declives acentuados, como aponta Klaus. "Muitas vezes é mais viável pensar num projeto aproveitando os declives do terreno do que acertar os desníveis." Ele acrescenta ainda que nem sempre acertar o terreno implica somente em fazer a terraplenagem. Às vezes é necessário construir pilares e muros de contenção e a obra encarece bastante.

A natureza agradece

Nesta obra (fotos abaixo), que fica no meio da mata nativa, o terreno é bastante acentuado. O arquiteto explica que os próprios clientes resolveram integrar natureza e área construída, daí a casa foi trabalhada em níveis. São três andares ao todo e a base da casa fica praticamente no ar, sendo sustentada apenas por colunas.

Clique para ver detalhes:

Como mostra a maquete, a casa fica incrustada no meio da mata Nesta foto, a partir da lateral da construção, dá para perceber melhor o declive do terreno, que não sofre alterações No corte lateral, a planta da casa mostra as divisões em níveis, projetadas em virtude da inclinação do terreno

Um conselho dos arquitetos, em casos de escolha de terrenos, é justamente pedir uma orientação profissional antes da compra. A iniciativa pode ajudar muito na hora da construção, pois o arquiteto vai poder dizer de cara as vantagens e desvantagens da área para uma construção.

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.