• Assinantes
  • Meio Ambiente

    Reinventando a casa Exposição traz casa itinerante feita de materiais reciclados

    Renata Cristina
    Repórter
    20/03/2007

    Para quem duvida da criatividade humana, o projeto Reciclasa é prova de ousadia e muita "transpiração imagética". Os mais diversos materiais e objetos, recicláveis ou readaptados a outras funções, foram confeccionados para dar corpo a uma casa por completo, sem exceções.

    Quarto, cozinha, escritório e sala de visitas, todos estes ambientes e seus mínimos detalhes representam a possibilidade da reutilização de objetos, em diferentes contextos.

    As paredes são revestidas de palha de coco e, até uma mistura caseira, com restos de garrafas de leite e pasta de dente, serve como tinta para ambientes, como o escritório e o quarto das crianças. A decoração é ponto alto dos cômodos que têm quadros com latas de milho verde, luminária de arame e pisca-pisca, bancos de papelão e relógios de embalagens de margarina.

    Cada lugar, cada detalhe é fruto do reaproveitamento de artesãos e arquitetos de todo o Brasil, envolvidos no projeto Reciclasa, que já passou pelas cidades de Belo Horizonte, São Paulo, Fortaleza, Goiânia e Natal. Juiz de Fora é a primeira cidade, fora do eixo das capitais, que recebe o trabalho.

    A produtora da mostra na cidade, Gabriela Altaf conta que se surpreendeu quando os cômodos começaram a ser montados no Centro Cultural Bernardo Mascarenhas. "Já sabia que o projeto era maravilhoso, mas aqui a gente tem idéia de como cada item pode ser recriado", observa.

    Conheça os ambientes

    Quem se propõe a viagem pelo "mundo da Reciclasa", surpreende-se logo ao chegar na mostra. Até mesmo os menos curiosos têm uma pergunta constante na ponta da língua: "Do que isso é feito?". No caso do escritório, ele possui cadeira, caixas, porta-lápis, porta-retrato e abajour todos construídos com jornais. Pintados com um mesmo tom, que lembra a madeira, à primeira vista ninguém percebe que são reciclados.

    Velas
decorativas em salas de visita Velas
decorativas em salas de visita

    Os armários e a estante são feitos de PVA, um compensado de madeira. Já o sofá tem a estrutura de garrafas pet e o forro é de um tecido que estava para ser descartado. Para fazer os quadros, como este da bandeira do Brasil, foram utilizadas latas de refrigerante.

    "Nesta casa, tudo é original, por isso o valor é inestimável", acredita uma das monitoras da mostra, Fabiana Amaral. Para a fotógrafa, Iere salzer, os revestimentos das paredes e as cadeiras de pneus foram os itens mais significativos. "Se você não quer reciclar, doe para alguém", considera.

    Ao chegar na cozinha, a surpresa é ainda maior. Todas as portas do armário principal (foto) são feitas de jornal entrelaçado. As cadeiras e o revestimento da mesa ganham ares contemporâneos com recortes de revistas e histórias em quadrinhos. Uma distração para a hora das refeições!

    Velas
decorativas em salas de visita Velas
decorativas em salas de visita

    Cheio de graça e objetos lúdicos, o quarto das crianças chega à perfeição de expor um tênis feito de lona de caminhão. As cadeiras de estudo também reutilizam parte de veículos, como pneus, usados para fazer os assentos e as mangueiras do motor, que servem de encosto.

    O aconchego da sala é garantido por itens como um tapete de borracha e até um banco feito de papelão. Itens decorativos, como luminária, painel e vasos de flores são todos combinações de objetos de ferro velho e jornal. O aparador (foto) foi feito com a grade de um portão e incrementando com pratos de restos de azulejos.


    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.