Mulher

Alisamento japonês
Técnica deixa os cabelos lisos e bem cuidados.
Veja o antes e depois de quem experimentou o alisamento japonês

Djenane Pimentel
02/08/04

Adriana conta sua rotina antes do alisamento. Regina fala das vantagens e quem pode fazer
Confira  Ouça  Ouça  Veja

Foto ilustrativa Claro que os ondulados são charmosos e, vira-e-mexe, escolhidos como tendência e ideal de beleza nas passarelas. Mas os lisos são realmente a preferência nacional, tanto para homens como para mulheres.

Desde que a apresentadora do Jornal Nacional, Fátima Bernardes, resolveu alisar definitivamente suas madeixas, causando polêmica entre os telespectadores, o alisamento japonês continua sendo o assunto predileto entre as mulheres nos salões de beleza.

O assunto é polêmico, talvez, em função de alguns detalhes: o alto custo, o longo tempo exigido para realização do procedimento e o medo de entrar numa fria. Isso somado ao fato de que uma grande legião de interessadas, que possuem cabelos crespos ou ondulados e gastam horas na frente do espelho entre escovas e chapinhas, sonham em ter cabelos lisos.

Esta técnica, de deixar os fios lisérrimos, é definitiva (só sai quando os fios crescem) e utiliza produtos químicos fortes, por isso, jamais deve ser feita em casa. Os profissionais que a aplicam passam por estudos e testes e fazem, antes de tudo, uma avaliação rigorosa para saber se os cabelos comportam tanta química e só depois aplicam o produto e a prancha alisadora (piastra). Hoje em dia, com a evolução da técnica, já é permitido que cabelos tingidos recebam os produtos químicos e fiquem com um resultado satisfatório.

Foto ilustrativa O alisamento
Para esclarecer as dúvidas que ainda sobem às cabeças femininas, a cabeleireira Regina Maria de Gouvêa e Lopes revelou os segredos de tanta polêmica. Adriana Silveira Cândido foi nossa modelo durante as seis horas de tratamento.

"Este é o terceiro retoque que Adriana faz, depois de oito meses. O cabelo dela era muito cheio, enrolado e ela perdia quase duas horas por dia, tentando arrumá-lo. Agora, tudo está muito mais prático. Ela não precisa mais lavar os cabelos todos os dias e nem molhá-los durante o dia, como a maioria das pessoas com cabelo enrolado fazem", afirma Regina.

Para entender o processo é preciso saber que um cabelo crespo pode ser comparado a um asfalto cheio de falhas - na realidade, falhas na distribuição de queratina. O alisamento distribui a queratina, torna os fios maleáveis e com a ação térmica das pranchas faz a reestruturação dos fios, que se tornam permanentemente lisos.

A economia vem a curto prazo. O cabelo que demorava horas para arrumar em um salão de beleza, já fica pronto ao acordar. Mesmo com chuva, umidade e banhos de mar ou piscina, o cabelo se mantém liso.

Passo a passo

  • Etapa 1 - O primeiro passo é fazer uma avaliação da resistência da fibra capilar ao produto que será utilizado.
  • Etapa 2 - Repartir todo o cabelo.
  • Etapa 3 - Como o cabelo de Adriana está sendo retocado, o alisante deve ser passado somente na raiz crescida (10 centímetros). Deixar cinco minutos no alisante.

  • Etapa 4 - Enluvar (massagear) o cabelo e deixar mais cinco minutos, para depois enxaguar.
  • Etapa 5 - Enxaguar todo o cabelo, para retirar o alisante.
  • Etapa 6 - Repartir o cabelo novamente, para aplicação da queratina e piastra, a 180 graus. Dependendo do volume do cabelo esse processo pode durar mais de três horas.

  • Etapa 7 - Molhar o cabelo novamente e neutralizá-lo, deixando o produto por 10 minutos. Depois de retirar o neutralizante, passá-lo novamente e deixar mais 10 minutos.
  • Etapa 8 - Após a segunda passagem do neutralizante, a cabeleireira aplica uma máscara hidratante, deixando cerca de 20 minutos.
  • Etapa 9 - Depois de lavado, é feito uma escova natural no cabelo, finalizando o alisamento.

Antes Depois

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.