Mulher

Cabelos: mechas próximas à cor natural dão o tom do verão

Estação mais quente do ano pede efeito iluminado e mechas pouco marcadas

Patrícia Rossini
*Colaboração
15/01/2009

Os cabelos com mechas cairam no gosto das brasileiras. As técnicas da moda servem para todas as tonalidades de cabelo e buscam na mistura de cores próximas à cor natural o melhor efeito para o verão. Nessa estação, loiras, morenas e ruivas vão poder abusar do leque de novidades oferecido pelos salões de beleza.

"As mechas são pouco usadas nos países da Europa e nos Estados Unidos, que preferem as variações das cores básicas. Mas, no Brasil, a técnica faz sucesso o ano inteiro. As mulheres investem em tonalidades claras no verão, para iluminar o visual, e no inverno buscam tons mais escuros, mais fechados", explica a cabeleireira Jael Pifano (foto abaixo).

Embora culturalmente as intervenções desse tipo sejam mais comuns às loiras, a regra vale para todas. "Para as morenas, usamos tonalidades bem próximas ao castanho para não destacar muito no cabelo. As mais comuns são as mechas cor de mel ou chocolate", detalha a cabeleireira.

Foto Jael Pifano Segundo o cabeleireiro André Pavam (foto abaixo), o verão traz de volta os cabelos monocromáticos, com degradês e sem muitos contrastes. "Para quem gosta de mechas, a onda do verão é a técnica californiana, com um degradê nas pontas do cabelo", garante. Jael esclarece: "No caso das californianas, utiliza-se a técnica da coloração no papel ou na plaqueta. Usamos uma tinta que clareia até cinco tons do cabelo para dar o efeito tom sobre tom".

Para Jael, a melhor técnica é a do papel, que permite uma melhor divisão das mechas e que, com aquecimento, garante um clareamento maior da tonalidade desejada pela cliente.

Traço cultural

Apesar da aparente ousadia na hora de mudar as cores do cabelo, as mulheres têm se mostrado conservadoras quando o assunto é o corte. "No Brasil, gostar de cabelos compridos é uma questão cultural. Por isso, dizemos que o cabelo curto é um estilo e não uma moda", afirma o cabeleireiro André Pavam.

Foto André Pavam De acordo com Pavam, os cortes rasgados e em camadas, que ressaltam o volume e o movimento do cabelo, vêm com tudo para os comprimentos médios e longos. Saem de cena os extremamente desfiados que, segundo ele, "tiram o movimento dos cabelos".

Para os curtos, o movimento também é a bola da vez. "Neste caso, o desfiado tanto em camadas quanto rasgado, dá um aspecto mais jovial ao corte e valoriza o estilo", justifica o cabeleireiro.

As franjas continuam em alta e são para todas. André Pavam afirma que a técnica valoriza o rosto, desde que o corte respeite a textura e o caimento do cabelo e o rosto da mulher. Para evitar surpresas desagradáveis, o profissional dá a dica: "Consulte seu cabeleireiro de confiança antes de investir num corte ou numa coloração diferente".

* Patrícia Rossini é estudante de Comunicação Social da UFJF

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.