• Assinantes
  • Mulher
    Terça-feira, 31 de outubro de 2017, atualizada às 17h50

    Passeata, dança e música encerram a campanha Outubro Rosa em Juiz de Fora

    Angeliza Lopes
    Repórter

    Mulheres de expressão e pacientes que venceram o câncer de mama desceram o Calçadão da rua Halfeld, no Centro de Juiz de Fora, distribuindo panfletos à população nesta terça-feira, 31 de outubro. A iniciativa encerra a campanha Outubro Rosa, que mobilizou milhares de mulheres e homens para a importância da prevenção contra o segundo tipo da doença que mais acomete o público feminino no país. Com rosa predominante nas camisas, acessórios e bolas, a passeata teve início às 16h30.

    Enquanto acontecia a ação, mulheres eram atendidas no Ascomóvel, micro-ônibus rosa que foi novidade na campanha deste ano na cidade e região, lançado pelo Hospital da Associação Feminina de Prevenção e Combate ao Câncer de Juiz de Fora (ASCOMCER). O veículo amplia o acesso das pacientes do SUS à realização dos exames de mamografia. A presidente da Ascomcer, Alessandra Sampaio, avalia como positiva toda a ação durante o mês, que vem crescendo a cada ano. “Este ano o ônibus somou muito à nossa campanha. Ele andou o mês inteiro nos bairros e regiões, além de outras cidades. Fechamos o mês com o sentimento de dever cumprido com o Outubro Rosa”, destaca.

    Ela explica que o objetivo com o ônibus é a prevenção do câncer de mama, com indicação do autoexame e ensinando como fazê-lo. “Caso tenha alguma indicação, encaminhamos para fazer mamografia na Ascomcer, quando estão dentro da faixa etária de 49 a 70 anos. Em mulheres mais novas, chegamos a fazer alguns exames, e até tivemos nessas ações pessoas que não estavam na faixa e com nódulos. Ontem mesmo encaminhamos uma menina 15 anos”, conta. Para atender a grande demanda, os atendimentos já agendados para mamografia foram estendidos até dezembro, e são feitos 50 exames por dia.

    Maria Goreti Esteves, de 58 anos, teve câncer de mama e esteve presente na passeata, como exemplo de força e determinação. “Fiz radioterapia e cirurgia, hoje faço a quimioterapia oral e a vigília é para o resto da vida. Saber que posso contribuir para ajudar alguém a se prevenir levanta nossa autoestima. A gente não quer que ninguém passe por isso, por isso estamos aqui para que homens e mulheres fiquem mais alertas!”.

    A ação ainda contou com a apresentação de música da banda da Polícia Militar, e a coreografia do grupo do projeto “E DANÇA”, uma iniciativa fomentada pela Lei Murilo Mendes devotada às mulheres de todas as idades que abriram espaço para a dança em suas vidas em meio às multitarefas do universo feminino. A coreógrafa Aline Veloso destaca que a apresentação foi um trecho do espetáculo 'Toda Mulher', formada por 30 mulheres de 18 a 68 anos, que estreia no dia 10 de dezembro, na Praça CEU. “A convite da Ascomcer, participamos do fechamento do Outubro Rosa, evento tão significativo para a conscientização, que para nós, um grupo de mulheres é essencial, ressignificando esta data, trazendo também um pouco de arte”.

    Bem Comum

    Para a tarde de conscientização e mobilização contra o câncer de mama, o “Bem Comum”, projeto da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), levou maquiadoras para atender as mulheres participantes. Além disso, o grupo de capoeira “De Dandara à Maria”, composto apenas por mulheres, em parceria com a ação, entregou lenços arrecadados para pacientes do Hospital.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.