• Assinantes
  • Saúde

    Entenda o que é a Osteopenia

    Amanda BelotiAmanda Beloti
    22/02/2017

    Olá pessoal! A pedido de um leitor, hoje falarei sobre a OSTEOPENIA.

    A osteopenia não é uma doença, é uma condição clínica, que indica perda gradual de massa óssea. Caso esta perda vá aumentando, chegamos ao estágio de osteoporose.

    A osteoporose sim é uma doença, que compromete a resistência e a integridade óssea (aumentando assim os riscos de fraturas por quedas ou pancadas – que em uma pessoa com massa óssea normal não teria maiores repercussões).

    Os ossos do nosso corpo estão em constante processo de renovação: eles se decompõem e se reconstroem constantemente. Isso acontece com a ajuda de três tipos de células: os osteoblastos, que produzem a matriz óssea; os osteócitos, que são as células maduras que regulam a quantidade de minerais que temos nos ossos (em especial o cálcio e fósforo); e os osteoclastos, que são as células que reabsorvem a massa óssea que envelheceu para dar lugar à nova.


    É justamente graças a este constante processo de renovação que podemos restaurar os nossos ossos após uma fratura:

    A densidade mineral óssea (DMO) é a concentração de matriz óssea em um determinado volume de osso. Ela atinge seu pico quando estamos na terceira década da vida (21-30 anos). Aí, depois de alguns anos de estabilidade entre perda x renovação, o equilíbrio entre produção e reabsorção começa a ficar comprometido, tornando os ossos mais fracos e porosos. Ou seja, se a DMO cai, os ossos ficam mais quebradiços.

    Acima a comparação do osso normal e o osso com OSTEOPENIA. Abaixo, um quadro agravado, que chegou ao estágio da OSTEOPOROSE (osso da esquerda).

    A osteopenia pode afetar tanto mulheres quanto homens, mas a menopausa deixa as mulheres muito mais vulneráveis, por causa da queda na produção de estrogênio (hormônio feminino que contribui para a absorção de cálcio nos ossos).

    Entre as principais causas da osteopenia podemos citar, portanto:

    • Envelhecimento (a proporção entre absorção e fabricação de novo osso muda drasticamente)
    • Fatores genéticos e hereditários
    • Desnutrição
    • Exposição insuficiente ao sol (a vitamina D ajuda na absorção de cálcio)
    • Sedentarismo (qualquer atividade física que gere um estímulo maior do que aquele que o indivíduo já está habituado contribui no aumento da atividade das células formadoras de matriz óssea e, consequentemente, no aumento ou estabilização da densidade mineral óssea - DMO)
    • Doenças de tireóide, fígado e rins
    • Uso prolongado de medicações como anticonvulsivantes, corticóides, hormônios tireoidianos
      Alcoolismo
    • Cafeína em excesso (que atrapalha absorção de cálcio)
    • Cigarro

    Se nas mulheres a ocorrência da menopausa atrapalha na absorção óssea, os homens também não escapam: o problema se agrava após 60-70 anos com a queda da produção da testosterona.

    A osteopenia não tem sintomas. Os sintomas só aparecem quando a condição se agrava e vira osteoporose.

    O diagnóstico de osteopenia (e a observação de seu estágio - se está próximo de uma osteoporose) pode ser feito pelo exame de densitometria óssea.


    Na imagem acima, vemos um laudo de densitometria óssea. A faixa verde indica NORMALIDADE, enquanto a amarela indica OSTEOPENIA e a vermelha OSTEOPOROSE. Usualmente, os exames são feitos com os ossos da coluna lombar e cabeça do fêmur. O ponto preto no gráfico colorido indica em que estágio o osso está.

    É muito difícil reverter um quadro de osteopenia. Por isso, o objetivo maior é estagnar ou retardar a degradação do tecido ósseo que pode levar à osteoporose.

    O médico pode prescrever suplementações com vitamina D e cálcio. Mas, mesmo parecendo inofensivas, essas suplementações não devem ser tomadas por conta própria sem acompanhamento medico.

    Outras dicas para prevenção da evolução do quadro de osteopenia:

    • optar por uma alimentação balanceada, rica em cálcio, (leite e seus derivados, por exemplo), vitamina D (ovo, salmão, atum, verduras de folhas escuras, grãos integrais e cereais) pode ser suficiente para repor os 1.000mg diários de cálcio necessários para a saúde dos ossos;
    • expor a pele ao sol, especialmente a dos braços e das pernas, sem passar protetor solar durante 10/15 minutos, no período da manhã ou no final da tarde, para garantir a síntese da vitamina D indispensável para a absorção intestinal de cálcio;
    • praticar atividades físicas, se possível com algum impacto, durante 30 minutos, pelo menos cinco dias na semana. Exercícios simples, como andar, dançar, nadar, ajudam a manter a densidade óssea, a fortalecer os músculos e a melhorar o equilíbrio, o que reduz o risco de quedas;
    • evitar o consumo excessivo de álcool e cigarro que prejudicam muito a qualidade dos ossos;
    • controlar a ingestão de cafeína, presente não só no café, mas também em vários tipos de chá, refrigerantes, chocolate e bebidas energéticas, porque interfere na absorção de cálcio pelo organismo.

    Dúvidas ou sugestões: amanda.beloti@yahoo.com.br.

    Obrigada pela leitura e até a próxima!


    Amanda Beloti é Fisioterapeuta graduada em 2009 pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Cursa Especialização em Fisioterapia Traumato-Ortopédica pela mesma instituição. Instrutora Internacional de Pilates pela Pilates Plus (autorizada pela Associação Norte-Americana de Pilates). Sócia-proprietária do Consultório de Fisioterapia e Pilates STUDIO A Consultório de Fisioterapia e Pilates STUDIO A. Telefones: (32) 9135-4097 ou (32) 3211-4375. Email: amanda.beloti@yahoo.com.br

    Os autores dos artigos assumem inteira responsabilidade pelo conteúdo dos textos de sua autoria. A opinião dos autores não necessariamente expressa a linha editorial e a visão do Portal ACESSA.com

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.