Frutas

Abacate O brasileiro tem o costume de comer combinado com o açúcar.
No restante do mundo, ele é consumido com sal e muita pimenta

Renata Cristina
Repórter
28/07/2006
Há quem espere essa época do ano para se deliciar com uma fruta saborosíssima, o abacate. Uns preferem fazer sucos e vitaminas com a fruta, outros já apostam em doces, como mousses, sorvetes e cremes. O que a maioria dos brasileiros não sabe é que o país é o único que, preferencialmente, utiliza o abacate combinado com o açúcar. No restante do mundo, o abacate é consumido com sal e muita, muita pimenta.


A culinária mexicana é uma das que mais explora as qualidades dessa fruta, utilizando-a em molhos, saladas, pães, sopas e sanduíches. Pode parecer estranho comer um abacate bem salgadinho, mas por que não aproveitar essa dica e fazer um guacamole? Esse é um molho tradicionalmente mexicano que usa alho, cebola e pimenta para temperar saladas de folhas bem tropicais, como a alface, tomate, rúcula, ou até mesmo, como aperitivo em torradas e salgados.

A organizadora de festas, Isabela Andrade, é uma das que se rendeu ao sabor do abacate salgado. "Quando compro, é para fazer guacamole", diz. Apesar de gostar do tempero, ela acha a fruta muito pesada para ser comida durante a noite. "Como trabalho com festas, às vezes, faço o molho, mas acho indigesto", comenta.

O comerciante Cláudio Marinho da Costa afirma que as mulheres vão à procura do abacate, em sua banca de frutas, quase sempre, com um mesmo propósito. "Elas compram para fazer tratamentos de beleza", confessa. O óleo do abacate é muito usado para a hidratação do cabelo e, ainda, combate a caspa e a queda capilar. Para os que desejam experimentar essa outra opção que a fruta oferece, além do puro sabor, é só batê-la no liquidificador, passar no cabelo molhado e colocar uma touca térmica por volta de uma hora.

Características

Para quem está de dieta, o abacate não é uma boa alternativa. "Ele é uma das poucas frutas com fonte de gordura", afirma o nutricionista Arnaldo Pinheiro. Cerca de 20% do seu conteúdo é de gordura o que o torna muito calórico, sendo 1/5 é de gorduras saturadas e 4/5 são insaturadas. Segundo Pinheiro, isto significa que o abacate pode estimular o aumento do colesterol ruim, o LDL, e, portanto, não deve ser consumido com frequência.

Com o abacateiro, de nome científico Laurus persea, Persea gratissima, árvore da família das lauráceas, pode-se fazer de tudo. Com as folhas quentes em aplicações locais é possível aliviar a dor de cabeça. O óleo da fruta serve para combater o reumatismo e a gota, se massageado o local. Já a casca do abacate moída é usada no controle de verminoses. O caroço tostado e moído é usado para controlar a diarréia.

Se você é adepto dos chás, a essência extraída das folhas controla o eczema do couro cabeludo. Mas essas folhagens juntamente com os brotos são também usados na fabricação de estimulantes da vesícula biliar, balsâmicos, antiinflamatórios digestivos, diuréticos, anti-reumáticos, reguladores da menstruação, além de medicamentos contra a tosse, bronquite e rouquidão. E a riqueza da árvore não para por aí. A casca moída é empregada em curtumes e o caule na marcenaria.

Receitas
Seja doce ou salgada, uma receitinha com abacate sempre cai bem. É importante lembrar que de vez em quando, é claro! Mas você pode conferir algumas dicas enviadas pelos internautas, com diferentes receitas. Clique e confira:

Acesse as receitas do Só Sabor!
Clique aqui e cadastre suas receitas.

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.