Frutas

Coco Rico em fibras e potássio, o coco é uma fruta nutritiva e pode ser
aproveitada para doces, coquetéis e pratos finos

Renata Cristina
Repórter
08/03/2007

Água de coco, cocada, leite de coco, cuscuz, doce de coco, batida... O coco serve para incrementar várias delícias da culinária tropical e é usado tanto para pratos doces, quanto para salgados. As bebidas também ganham mais sabor com a fruta.

Na hora de falar do coco, muita gente cai no discurso de que ele é o "vilão das balanças", mas, segundo especialistas, ele também tem o seu "lado de mocinho". Rico em nutrientes, como gorduras e minerais, o coco é fonte natural de fibras, ferro e ácidos graxos, que facilitam a digestão.

Alguns nutricionistas chegam a indicá-lo para dietas, como forma de acelerar o metabolismo, estimular a tireóide e melhorar o funcionamento do intestino. As gorduras do coco são de origem vegetal e, portanto, não prejudicam o coração e nem ocasionam problemas de circulação, como acontece com as gorduras animais.

No caso de quem pretende perder peso, é preciso moderação. É indicada uma fatia pequena da fruta todas as manhãs. Para saber a medida correta, corte oito pedaços de um coco inteiro e guarde na geladeira. No freezer, ele tem prazo de validade de 15 dias a um mês.

Foto do coco A água de coco, saborosíssima, é indicada em casos de diarréia, vômitos ou mesmo desidratação, por ser rica em sais minerais e potássio. Outro benefício está no combate ao colesterol e problemas de pressão alta, cãimbras, dores musculares, já que a água diminui os batimentos cardíacos e controla o sódio e a quantidade de líquido em todo o corpo.

O proprietário de uma barraca de água de coco, no centro de Juiz de Fora, Fernandinho, diz que é procurado por muitas pessoas que têm desidratação ou diárreia. "Todos vêem vantagens no coco e tem muita indicação de médicos para problemas de pressão alta", revela.

Diferenças

Popularmente, conhecemos o coco verde e o coco maduro. O primeiro, tem grande quantidade de água, uma polpa mole, que é utilizada para dar leve sabor a bebidas e confeitos. Sua água também pode ser usada pelos diabéticos, pois não contém sacarose, que é um tipo de açúcar.

Para testar se a água do coco verde está boa para o consumo, observe se a casca está fibrosa e carnuda, no tamanho de uma bola de futebol. Quando sua superfície adquire um aspecto escuro e enrrugado, é sinal de que o coco já passou da hora de ser consumido.

Foto de um coco Foto de um coco

Já o coco maduro ou coco da Bahia tem a casca seca, pouca água, mas é rico no fruto. É utilizado para fazer a maioria dos doces de coco, como a famosa cocada. Embora a quantidade de líquido seja pequena nesta espécie, ela pode ser consumida normalmente.

Um boa dica para saber se o coco maduro não está velho, é bater uma moeda na sua superfície e, se o som for estridente, tudo indica que a fruta está boa. Se o som for oco, significa que a fruta está estragada.

O coco maduro realça bem o sabor dos alimentos e pode substituir as nozes e amêndoas em várias receitas, pelo tempero marcante.

A casca

Coco A casca do coco é usada na fabricação de cordas, cintos, tapetes, chapéus e até encosto de veículos. Para ser usada de forma artesanal, é necessário que seja ressecada, ao sol. Além dos fios, a superfície do coco, aquela parte dura da casca, é ideal para confeccionar brincos, colares e pulseiras.

Além da função artesanal, a casca de coco pode substituir o xaxim, no cultivo de plantas ornamentais como samambaias, bromélias, orquídeas, espada de São Jorge, lírios, begônias, entre outras. A grande vantagem é que este tecid, o coxim, é rico em fibras e ajuda no desenvolvimento das plantas, principalmente, das epífitas.

Acesse as receitas do Só Sabor!
Clique aqui e cadastre suas receitas.

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.