Tecnologia

Adoção pela internet Mais de 400 cães esperam ser adotados no Canil Municipal. Cerca de 30% são de raça e metade dos cães são pit bulls. Em dezembro o abandono é maior

Renata Solano
*Colaboração
12/12/2007

O Natal é a época em que as pessoas mais querem distribuir presentes (anote as nossas dicas), mas nem sempre têm dinheiro para agradar todos os conhecidos. Então, por que não unir o útil ao agradável? Que tal fazer uma boa ação na hora de presentear?

A dica é adotar um dos cerca de 450 cães que foram abandonados e abrigados no canil municipal de Juiz de Fora localizado à Rua Bartolomeu Santos, no Bairro São Damião Dois, em frente à usina de reciclagem.

Animais mestiços, vira-latas ou mesmo de raça são abandonados diariamente nas ruas de Juiz de Fora e encaminhados ao Canil. "Essa época de final de ano é quando temos o maior índice de abandono dos animais, porque muita gente quer viajar, mudar de casa ou mesmo de cidade, então, por não terem para quem dar ou com quem deixar, largam os animais nas ruas. Isso é um crime", explica a veterinária do Canil Municipal, Liza Helena Ramos Nery.

Muitos animais chegam ao canil em estado debilitado. O tratamento dado a eles no local dá a possibilidade de uma vida melhor e, portanto, de serem adotados por um dono. No entanto, para fazer a adoção do animal, é preciso ter compromisso e responsabilidade com a atitude.

"Antes de mais nada, a pessoa precisa ter a consciência de que um animal precisa de cuidados e carinho. Dependendo da idade do cão, o dono vai ter a responsabilidade sobre ele durante cerca de 15 anos e, além de espaço físico suficiente e tempo para oferecer os cuidados e atenção, o dono do cão vai precisar despender de algum dinheiro para tratamento veterinário e compra de remédios", orienta a Liza.

Alguns cãezinhos disponíveis no Canil

Foto de cão Foto de cão Foto de cão

Foto de cão Foto de cão Foto de cão

Foto de cão Foto de cão Foto de cão

Foto de cão Foto de cão Foto de cão

Foto de cão Foto de cão Foto de cão
A veterinária conta que cerca de 30% do total de cães que chegam ao canil municipal são de raça. "E, entre esses, uns 50% são pit bull. Isso por causa da lei que está sendo muito divulgada de que o dono tem que registrar o animal e pagar multa em alguns casos, então, algumas pessoas ficam com medo e não são muito esclarecidas sobre o assunto. Então largam o cachorro pelas ruas. Nós estamos fazendo uma campanha para que as pessoas que reconhecerem os cães abandonados, denunciarem os donos", completa.

Antes de fazer a adoção do seu cão, é preciso definir qual a personalidade que se deseja no animal, se a função vai ser, por exemplo, para companhia ou para guarda. A partir daí, o ideal é fazer uma visita ao canil e ver bem de perto todos os animais, porque, apesar de poder fazer a adoção pela internet, não há fotos dos cachorros no site.

Como adotar pela internet o seu cãozinho
Depois de definido o animal que se deseja ter em casa ou no ambiente apropriado, é preciso conferir as possibilidades de manter um cão em boas condições e qualidade de vida. Assim, a adoção vai ser válida, pois as chances de um novo abandono do cão diminui. Em seguida, você pode fazer uma visita ao canil municipal e ver os animais que estão disponíveis para adoção. Escolhido o cachorro ideal, é preciso firmar o compromisso de adoção que deve ser feito no próprio canil.

Você pode fazer uma descrição do que deseja em um cão através do site www.demlurb.pjf.mg.gov.br. Nele, deve ser preenchido um formulário com seu nome completo, endereço eletrônico e telefone, bem como características desejadas no animal, como raça, idade, sexo e temperamento, por exemplo.

Para efetivar a adoção, é preciso que o interessado apresente original e xerox dos seguintes documentos:
  • identidade
  • comprovante de residência
  • CPF
  • e assinar o termo de responsabilidade e compromisso com a animal

O horário de visita aos animais é de segunda-feira a sexta-feira, de 9h às 10h30 e de 13h às 15h30. Para adotar um cão não é preciso pagar nenhuma taxa ao canil, somente comprovar muito amor e carinho pelo cachorro e receber lealdade e companheirismo em troca. O telefone de contato do Canil é: (32) 3690-3591.

*Renata Solano é estudante de Comunicação da UFJF

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.