• Assinantes
  • Turismo

    Eventos são o forte do Circuito Caminhos Verdes de MinasCarnaval, exposições agropecuárias, festas populares e religiosas são as principais atrações das sete cidades da Zona da Mata Mineira que compõem o circuito

    Clecius Campos
    Repórter
    14/10/2009

    As sete cidades que compõem o Circuito Turístico Caminhos Verdes de Minas têm como característica comum a realização de eventos agropecuários, populares e religiosos. Os meses de fevereiro e julho são os mais movimentados nas cidades de Coronel Pacheco, Descoberto, Goianá, Guarani, Piau, Rio Novo e São João Nepomuceno.

    De acordo com o presidente do circuito, Geraldo Rabelo, as festas na região começam com o Carnaval nas cidades de São João Nepomuceno e Rio Novo. "Em São João, o desfile das escolas de samba é o destaque do Carnaval. Outro grande momento do Reinado de Momo é o Bloco do Barril, que consegue reunir cerca de 20 mil pessoas numa cidade com população de 26 mil habitantes."

    O diferencial do Bloco do Barril é a eleição da Rainha, da Miss e da Embaixatriz do Turismo, todos homens vestidos de mulher. "É um bloco caricato bem divertido." Como a cidade não conta com hotéis, é comum as famílias alugarem as casas para os turistas nessa época. Em Rio Novo, o desfile das escolas de samba também anima o Carnaval local. A festa profana conta ainda com o Bloco do Zé Pereira e a eleição do Mala de Rio Novo.

    Carnaval em São João Nepomuceno Carnaval em São João Nepomuceno
    Exposições agropecuárias e festas populares são atrações

    Em julho, ocorrem as exposições agropecuárias do Circuito, nas cidades de Descoberto, Guarani e Rio Novo. As festas contam com a apresentação de grupos e cantores nacionalmente conhecidos e com rodeios. Segundo Rabelo, os eventos são reflexos da atividade econômica local. "A vocação econômica da maioria das cidades é a agropecuária. Após a exploração do ouro, os aventureiros por estas terras perceberam que o solo era fértil e fixaram residência", conta.

    Em Coronel Pacheco, a exposição agropecuária tem foco diferente. Em julho, o Cabra Fest expõe o rebanho caprino leiteiro e conta também com workshops, concurso leiteiro e festival gastronômico à base de carne de cabrito e queijo de cabra. O festival é comumente aberto ao público e gratuito. Em São João Nepomuceno, a Festa do Arroz, na comunidade da Braúna, faz concurso de pratos típicos à base do grão e promove o famoso futebol na lama. "Além do esporte peculiar, a corrida atrás dos porcos também proporciona boas gargalhadas."

    O Festival da Canção e a Festa de Santo Antônio, em Goianá, movimentam a pequena cidade de 3.800 habitantes, em junho. Em Piau, a Festa da Banana ocupa a praça central do município durante três dias. O visitante pode apreciar todo o tipo de produto a base da fruta e curtir a apresentação de bandas.

    Serras e cachoeiras formam as belezas naturais do circuito

    Situadas numa região de vales, as cidades do circuito são cercadas por montanhas, serras e cachoeiras. A 12 km do município de Descoberto, a Serra do Relógio chama atenção pela diversidade de fauna e flora que vive em seu entorno. São orquídeas, bromélias, angicos, ipês, canjeranas, jequitibás, cedros, canelas, candeias, araucárias, samambaiuçus, palmitos e árvores frutíferas vivendo ao lado da maior ave de rapina do hemisfério sul, o gavião real.

    Foto da Serra da Babilônia Foto da Pedreira de Coronel

    Da Pedreira de Coronel, em Coronel Pacheco, é possível ter visão panorâmica de toda a cidade. O local é comumente usado para prática de esportes radicais, como rapel e escalada. Uma pequena gruta, com 5 m de comprimento e 2 m de altura, compõe a atração. Em Goianá, a Serra da Babilônia enfeita o horizonte.

    As cachoeiras também são atrações do Caminhos Verdes de Minas. Em São João Nepomuceno, as mais conhecidas são a do Ituí e a da Fumaça. Já em Rio Novo, as quedas d'água mais visitadas são as cachoeiras Santa, do Calixto e o Moinho Velho. A Cachoeira Maria de Barros, em Piau, deu origem à barragem da Cemig na cidade e é atrativo a mais. Os visitantes podem ainda agendar passeios nas fazendas em Piau, onde existem praias de rios. Em Descoberto, o local para se refrescar é a Cachoeira do Ronca.

    Cachoeira de Ituí, em São João Foto da Cachoeira Santa, em Rio Novo
    Fazendas dão o ar bucólico ao circuito

    Trilhas ecológicas, cavalgadas e pescaria dão o clima bucólico às cidades. Em todos os municípios, as fazendas podem ser visitadas mediante agendamento prévio. A atração especial fica por conta da fazenda da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), em Coronel Pacheco. No local, o turista pode conhecer o funcionamento do sistema agro-pastoril, técnicas de manejo de pastagem e a realização de testes com herbicidas.

    Segundo Rabelo, por ser cortado pelas vastas áreas de pastagens é que o circuito foi denominado Caminhos Verdes de Minas. "Mesmo com a criação das estradas e o crescimento das cidades, os percursos não perderam a característica."

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    http://www.acessa.com/turismo/arquivo/trilhas/2009/10/14-caminhos_verdes/

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.