• Assinantes
  • Turismo

    Circuito Turístico dos Diamantes Treze cidades fazem parte deste circuito e entre elas está Diamantina, conhecida por sua cultura eclética e seu Carnaval animado

    Marinella Souza
    *Colaboração
    08/01/2008

    São trezes cidades, atualmente, que compõem o Circuito Turístico dos Diamantes: Alvorada de Minas, Buenópolis, Couto de Magalhães de Minas, Datas, Diamantina, Felício dos Santos, Gouveia, Monjolos, Presidente Kubitschek, Santo Antônio do Itambé, São Gonçalo do Rio Preto, Senador Modestino Gonçalves e Serro.

    Mas tudo começou em 1977, quando arquitetos, historiadores, secretarias de turismo, de planejamento estadual e federal começaram a esboçar a idéia de um circuito na região, que tinha Diamantina como atrativo.

    A Secretaria de Estado do Turismo, atualmente, realiza projetos para viabilizar o potencial turístico das localidades. Entre as cidades, um dos destaques é de Diamantina, que há quase três séculos surgia, no interior de Minas Gerais, como um povoado, que logo mais passaria a arraial e, finalmente a município.

    Esse município se tornaria famoso por sua cultura eclética que abriga o colonial com o moderno, o cristão com o pagão. Em pleno século XXI, seu carnaval é considerado um dos melhores do país.

    Centro histórico eclético

    Foto do Beco do Alecrim Cidade rica em tradições e história cujo patrimônio histórico e cultural continua preservado oferecendo a quem passa por aquelas terras uma paisagem encantadora, adornada por um povo alegre e receptivo.

    Assim como toda boa cidade do interior, Diamantina também é uma cidade pacata e tranqüila, o que a torna especial, é o seu ecletismo, tendo como pano de fundo um cenário de ladeiras, belezas naturais, belas igrejas e simplicidade. Diamantina é palco das mais diversas manifestações culturais.

    Foto
do mercado de Diamantina O coordenador de Turismo de Diamantina, Felipe Marcelo Fernando Ribeiro, conta que o conjunto arquitetônico do centro histórico de Diamantina é bastante eclético e isso contribui para a beleza da cidade.

    "Nas ruas mais antigas encontram-se alguns exemplares de arquitetura colonial, casas baixas e bastante simples. Nas ruas e becos mais centrais estão casarios de estilo colonial, residências de dois pavimentos, algumas mantendo suas características originais, mas ainda observamos em harmonia casarios neoclássicos e modernistas", explica.

    Segundo Felipe, os principais monumentos que estão abertos à visitação ou uso do poder público são marcas da tradição secular. "Igrejas, museus e instituições públicas da cidade são do século XIX".

    Foto Caminhodos escravos A nutricionista Luila Andrade morou na cidade durante quatro anos e conta que é comum ter apresentações culturais abertas à população. "A vesperata é muito legal. Ela acontece na Rua da Quitanda e os músicos se espalham pelas sacadas e janelas dos prédios históricos, e o maestro fica no meio da rua, entre o público. Atrai pessoas de todo o Brasil. Vale à pena conhecer, é muito bonito de se ver.", conta.

    Diamantina é uma cidade tipicamente do interior onde todo mundo conhece todo mundo e a tranqüilidade é reinante. Luila acredita que esse seja um dos atrativos da cidade. "Os estudantes adoram da cidade, pois as pessoas são bem próximas, por ser uma cidade pequena. As pessoas são receptivas, acolhedoras. O clima é ótimo para quem gosta de locais frios".

    Luila destaca ainda as cachoeiras próximas à cidade e garante que Diamantina é uma cidade especial. "Apesar de preferir cidades maiores, posso dizer que gostei muito do tempo em que vivi em Diamantina.Posso garantir: quem conhece Diamantina nunca mais esquece!"

    Um dos melhores carnavais do Estado
    Foto
de Fernanda Leonel em Diamantina Esse clima acolhedor pode ser conferido no animado carnaval da cidade. Reconhecido como o melhor carnaval do estado, o carnaval de Diamantina atrai turistas de todos os cantos, seduzidos pela tradição histórica da cidade e pela inovação no quesito musical.

    Para a jornalista Fernanda Leonel (foto ao lado), o carnaval de Diamantina é um dos melhores do estado. "Eu já fui duas vezes e o que me encanta é o fato de ser um carnaval totalmente diferente, que não se fecha em um ritmo só. Além disso, as ruas ficam movimentadas o tempo todo".

    Mas nem só de carnaval se faz a cidade. Fernanda conta que um passeio pelas ruas é uma verdadeira viagem histórica. "A cidade tem uma parte alta de onde se tem uma visão de vários pontos turísticos. É uma paisagem muito bonita", conta.

    A vida cultural da cidade é bastante intensa e, segundo a nutricionista, Luila Andrade, isso é o que mais encanta na cidade. "Diamantina é uma cidade muito tranqüila e é comum ver apresentações musicais nas ruas, é muito lindo" .

    Foto da Igreja São Francisco Foto Carnaval em Diamantina Foto
vista de Diamaantina

    O conjunto arquitetônico do centro histórico foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Nacional (Iphan), no final da década de 30. Seu casario colonial, a tradição religiosa e musical, as igrejas seculares e a culinária tradicional dão um charme extra à pequena cidade dos diamantes.

    * Marinella Souza é estudante de Comunicação Social na UFJF

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.