Educação

Intérprete de Libras Tradução de Libras exige muito mais que aprender a linguagem de sinais. O salário nas capitais chega a R$ 3 mil. Em Juiz de Fora, o valor médio é de R$ 600

Clique no ícone ao lado para ler a tradução da matéria para a Língua de Sinais com o professor Wanderson Samuel. Veja também alguns locais que oferecem o curso de intérprete em JF

Veja! Veja!
Renato Costa
*Colaboração
27/12/2006

Lingua dos Sinais Muito mais que ser um conhecedor de Libras, quem decide optar pela profissão de intérprete da língua de sinais dos surdos, deve ter em mente que a dedicação e o envolvimento com esse universo deve ser integral. Segundo a intérprete de Libras, Francislaine Assis, o envolvimento com a comunidade surda é fundamental. "Somente convivendo com a realidade e com o universo do surdo, a pessoa consegue se aprimorar na linguagem de sinais", comenta. A intérprete explica que aprender Libras é como aprender outro idioma, pois existe toda uma estrutura de linguagem que a forma. Além disso, a interação com os surdos exige muita dedicação e empenho.

Uma pessoas demora no mínimo de dois anos a dois anos e meio para se tornar uma intérprete. "Depois de concluído o curso básico, existe a parte do contato direto com a comunidade surda", conta Francislaine, intérprete há dois anos. Para poder atuar no mercado de trabalho, o profissional deve possuir um certificado ou declaração de uma instituição ligada à comunidade surda, como a Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos. Francislaine comenta que as declarações costumam ter validade de dois anos. "Depois desse prazo, o intérprete deve realizar outros cursos de aperfeiçoamento e capacitação", diz.

Mercado de Trabalho
Lingua dos Sinais Tradicionalmente, o mercado de trabalho para os intérpretes de Libras está focado nas escolas, principalmente nas estaduais. O detalhe é que a formação e avaliação dos profissionais nessas instituições é feita pelo próprio Estado, em Belo Horizonte. Com a obrigação em lei de se contratarem esses profissionais em faculdades e outros locais (Leia), a tendência é que os postos de emprego aumentem. "Atualmente, as oportunidades que estão surgindo estão mais concentradas nas faculdades", comenta Francislaine.

A profissão de Intérprete em Libras é reconhecida por Lei, mas ainda não é regulamentada. Em São Paulo e no Rio de Janeiro, existem algumas organizações que garantem os direitos desses profissionais, estabelecendo o valor das horas trabalhadas, por exemplo. "Em Juiz de Fora ainda não existe uma organização nesse sentido, por isso alguns intérpretes da cidade são filiados à organizações do Rio de Janeiro", conta a intérprete.

Segundo ela, o salário nas grandes capitais pode chegar a R$ 3 mil. Em Juiz de Fora, o valor gira em torno de R$ 600.

Onde fazer o curso
Lingua dos Sinais Para ser intérprete de Libras não é preciso cursar o terceiro grau. O curso pode ser feito em escolas direcionadas. Em Juiz de Fora, existem apenas duas delas. O aluno passa por um curso de "Libras em Contexto", de 12 meses, que o aproxima da Língua de Sinais. Depois disso, é que passa a estudar a interpretação. "O profissional só consegue fluência em Libras se estiver sempre em contato com a comunidade dos surdos, e o tempo de aprendizado varia de pessoa para pessoa", explica o vice-presidente da Associação dos Surdos de Juiz de Fora, Rodrigo Mendes. Se quiser saber mais sobre as instituições de Juiz de Fora que oferecem o curso de Libras e de interpretação, clique aqui

*Renato Costa é estudante do 10º período de jornalismo da UFJF

Leia mais:

  • Conheça o link ACESSAibilidade do caderno Direitos Humanos

    /center>

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.

    Ruth Plautz: Meu interesse e estudar LIBRAS LINGUA DE SINAIS minha sobrinha e surda desde nascença quem sabe vou me formar em libras amei conversar com ela Ruth plautz