• Assinantes
  • Saúde


    Artigo
    AFASIA: quando a comunicação está comprometida
    ::: 18/06/2003

    Não é mais preciso articular uma palavra!
    Há tal exatidão na face do silêncio
    que o desenho da voz perdura, não se apaga !...

    Carmem Carneiro

    Muitas pessoas encontram-se privadas de se comunicar quando são afetadas nas áreas cerebrais que estão responsáveis pela comunicação. Estamos falando sobre AFASIA, diagnóstico médico e fonoaudiológico reconhecido pelo comportamento lingüístico alterado, quando a causa é uma lesão cerebral.

    Alguns fatores são mais comuns nas pessoas, principalmente em adultos, como o derrame cerebral (Acidente Vascular Cerebral). Essa situação deixa a pessoa com problemas na linguagem oral e/ou na linguagem escrita, além de ter parte dos movimentos do corpo paralisada.

    Como isso acontece?
    Fonoaudiólogos, fisioterapeutas, médicos, profissionais da saúde em geral estão sempre preocupados com o descuido da qualidade de vida das pessoas. Quando possível, informam à população a respeito dos fatores nocivos ao bem-estar físico, emocional e lingüístico.

    O tabagismo, o estresse emocional, a alimentação inadequada são causas comuns nesses casos. Levamos em conta, também, a violência atual, responsável por diversos outros problemas que levam a distúrbios causadores da afasia.

    Como reconhecemos uma pessoa afásica?
    O estado físico fica debilitado e a reconhecemos quando a parte lateral direita do seu corpo perde os movimentos precisos (hemiplegia). Quanto à linguagem, pode estar comprometida total ou parcialmente nos seguintes sintomas:

  • dificuldade para lembrar os nomes de alguém ou de alguns objetos;
  • pode trocar as palavras que deseja falar : ex. ao querer dizer colher,
    ela diz garfo;
  • dificuldades para escrever, desde o seu nome até frases mais complexas;
  • a pessoa pode não conseguir articular certas palavras;
  • pode não entender o que outra pessoa diz;
  • ao tentar escrever uma palavra, sai outra : ex. casa, ao invés de asa.

    Outros sintomas, além desses, aparecem e a família será informada pelo fonoaudiólogo que cuidará da comunicação do paciente.

    Quais as primeiras providências a serem tomadas?
    Inicialmente, o médico neurologista é o profissional que vai tratar da pessoa acometida de afasia. Em seguida, o médico irá encaminhá-lo a outros profissionais.

    Em se tratando desse tipo de lesão, ele deverá encaminhar o paciente para o fonoaudiólogo, fisioterapeuta, e em muitos casos, o psicólogo poderá fazer também o acompanhamento emocional da família


    Cal Coimbra
    é psicóloga e fonoaudióloga especialista em voz
    Saiba mais clicando aqui.

    Sobre quais temas (da área de Fonoaudiologia) você quer ler nesta seção? A fonoaudióloga Cal Coimbra aguarda suas sugestões no e-mail calcoimbra@jfservice.com.br

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.