Saúde

Fisioterapia para gestantes
Programa garante vida saudável para as futuras mamães

Deborah Moratori
08/05/03

Dores nas pernas e na coluna, inchaço, alterações hormonais, ganho de peso... Dificuldades que todas as grávidas enfrentam. Preocupadas com a própria saúde e com o bebê que está para chegar, as gestantes têm opções muito restritas que quase sempre se limitam à hidroginástica e às caminhadas. A fisioterapia obstétrica é a mais nova alternativa disponível às mamães que querem se preparar para a chegada de um bebê. Trata-se de um trabalho pioneiro na cidade desenvolvido pela fisioterapeuta Danielle Falcão Nogueira.

"A fisioterapia para gestantes é feita através de um programa de exercícios específicos para as grávidas, acompanhado por profissionais especializados", explica. A fisioterapeuta diz que neste programa estão incluídas atividades de alongamento e relaxamento de vários segmentos musculares, exercícios respiratórios, orientação postural e fortalecimento muscular, basicamente dos membros superiores, que serão necessários para que a mamãe carregue o bebê depois de nascido, e do períneo para facilitar a realização do parto normal, caso esta seja a opção da gestante.

A prática desse trabalho é indicada a todas as grávidas, "com exceção da gravidez de risco e em casos sérios de hipertensão", recomenda Danielle. "Não há necessidade de que a mulher chegue ao consultório já com dor. O ideal é que ela comece a desenvolver esse tipo de atividade desde o início da gestação. A fisioterapia não substitui os exercícios físicos, mas um programa de fisioterapia na obstetrícia tem exercícios direcionados para este momento da vida da mulher em que acontecem várias mudanças posturais, hormonais, emocionais. Além disso, o atendimento é individual e as atividades são personalizadas".

Mamãe e bebê saudáveis
No consultório, antes de as atividades serem iniciadas, é realizada uma avaliação em que são observados aspectos como o tempo de gestação e o aumento do peso, a data prevista para o parto, além da aferição de pressão arterial, freqüência cardíaca e respiratória.

"Os sistemas digestivos, urinário e circulatório também são avaliados", completa a fisioterapeuta. "Numa conversa informal eu procuro saber como é o dia-a-dia da gestante, se ela trabalha, como se comporta no trabalho, o que a está incomodando e faço uma avaliação postural", explica Danielle, complementando que a simetria da mama da gestante também é examinada e a sensibilização do bico do seio, recomendada. "Algumas indicações que elas recebem do médico são reforçadas aqui. O trabalho da área de saúde deve ser um trabalho multidisciplinar".

"São orientações para a vida diária da gestante que buscam o bem-estar dela e do bebê durante a gravidez. É um momento que a futura mamãe tem para se cuidar e se prevenir do stress do dia-a-dia. O programa tem o objetivo de garantir uma vida diária mais saudável, fazendo com que a gestante aceite com naturalidade e saiba lidar com as alterações corporais sofridas durante a gravidez e, com isso, ter uma gestação bem tranqüila", finaliza a fisioterapeuta.

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.