• Assinantes
  • Zona Pink

    Entrevista: Preta Gil
    “Não gosto de rótulos. Eu não sou bi, não sou nada. Sou eu, Preta Gil. Acho que a vida está aí para ser vivida às claras”

    Fernanda Leonel
    Repórter
    25/08/2006

    Preta Gil está confirmadíssima para o júri do Miss Brasil Gay. A polêmica e carismática cantora filha do músico e ministro Gilberto Gil garantiu sua vinda ao 30º Miss Brasil Gay, que acontece neste sábado, dia 26 de agosto. Bissexual assumida e vivendo no teatro uma drag queen apaixonada pela cantora Rita Lee, Preta declara estar vivendo um momento “super gay”.

    A peça,"Um homem chamado Lee" de Rodrigo Pitta, entrou em cartaz no Teatro Folha e deve percorrer o Brasil nos próximos meses. Preta vive a história de um homem folclórico e transgressor: Linda Lee, como gostaria de ser chamado em homenagem a sua musa inspiradora.

    Na entrevista exclusiva ao Portal ACESSA.com, Preta Gil fala sobre a sua nova peça, sua carreira, sua sexualidade e garante sua presença na cidade no próximo sábado. Leia abaixo:

    ACESSA.COM: O que você achou do convite para participar do juri do Miss Gay?
    Preta Gil: Eu já sabia do concurso, acompanhava ele pela imprensa, tenho amigos que participam, e adorei ser convidada, principalmente pelo momento que eu estou vivendo agora, que eu classifico como um momento totalmente gay. Acho que vai ser muito legal a experiência, vai ser muito engraçado, vai ser bacana. Eu acho a idéia do concurso criativa, liberal, acho moderno, acho tudo de bom.

    ACESSA.COM: Que momento gay é esse que você está vivendo na sua vida?
    Preta Gil: É um monte de coisas juntas. É que eu estou fazendo a peça, eu vou ser madrinha da Parada Gay de Salvador, vou ser jurada do Miss Gay. É um momento de muita concentração de assunto gay. Quer um momento mais gay que esse?

    ACESSA.COM: Você defende a homossexualidade, sempre discutiu essas questões, está atrelada à essa discussão?
    Preta Gil: Não...não..Eu sou muito a favor do naturalismo. Eu defendo a causa gay sendo quem eu sou. Agindo da maneira que eu ajo, eu não consigo pensar de outras maneiras. Para mim, homossexualidade é obviamente uma questão de individualidade, e desfiles como esse, são importantes porque atraem uma visibilidade. É uma festa. Uma festa que se celebra a beleza, a criatividade, a diferença e o “não preconceito”, que é o mais interessante.

    ACESSA.COM: Você vai também à Parada do Orgulho Gay?
    Preta Gil: Eu já ouvi falar também da Parada, mas infelizmente não vai dar tempo. Eu tenho trabalhos aqui no sábado durante à tarde, então eu só vou poder ir à noite por causa disso.

    ACESSA.COM: E o que você acha da iniciativa?
    Preta Gil: Muito válida. Tudo que se faz que a sociedade reflita faz muita diferença. Tudo que faz com que as pessoas pensem sobre o preconceito, pensem na sociedade é uma coisa muito boa. Preconceito é uma coisa totalmente fora de moda.

    ACESSA.COM: Falando em preconceito, você sofreu muito preconceito quando declarou que era bissexual, acha que a sociedade ainda vive muito nesse clima?
    Preta Gil: Olha, eu nunca, mesmo tendo assumido minha bissexualidade para todo Brasil. Mas tem muita gente que ainda sofre com isso. Eu não sofro, não me importo. Eu não gosto de rótulos. Eu não sou bi, eu não sou nada, eu sou eu, Preta Gil. Que acho que a vida está aí para ser vivida e para ser vivida às claras. Então a importância de festas como essa, que tem seu caráter social, mas também são de celebração.

    ACESSA.COM: Como está sendo viver uma drag queen no teatro?
    Preta Gil: Para mim tem sido uma experiência muito difícil, porque eu estou fazendo teatro pela primeira vez, e compor a personagem foi um pouco complicado. A peça já entrou em cartaz, graças a Deus, e deu tudo certo. Mas está sendo o máximo. A Linda Lee é uma personagem diferente das outras drags, ela não tem esses estereótipos das das drags que a gente costuma conhecer. Ela é uma personagem completa. Ela é feliz, ela fica triste, ela é muito sofrida, então ela é diferente. Ela não segue estereótipos, rótulos, nada disso.

    ACESSA.COM: Você pretende seguir a carreira de atriz?
    Preta Gil: Eu pretendo seguir o espetáculo, que está em cartaz e eu já estou dentro. Mas na minha vida não tem essas... Essas questões de colocar metas, fazer planos, eu acho que as coisas vão acontecendo. Por enquanto, eu estou come esse projeto, que eu acho que vai me fazer crescer, que vai ser bom, que vai me fazer melhorar como atriz. Mas por enquanto eu estou focada no meu disco, que eu já estou divulgando, e aguardando a vida.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.