• Assinantes
  • Zona Pink

    31ª edição do Miss Brasil Gay trouxe novidades O público lotou o ginásio do Tupynambás para conhecer as maiores belezas do mundo gay e aprovou as mudanças na passarela e do local

    Priscila Magalhães
    Repórter
    Fotos: Laura Ferreira
    Priscila Magalhães
    Patrícia Faria
    Edição: Ludmila Gusman e Sílvia Zoche
    19/08/2007, às 7h55

    Com muito brilho, as 28 candidatas ao título de Miss Brasil Gay 2007 desfilaram suas belezas na noite de ontem. A 31ª edição do concurso levou cerca de 2.500 pessoas ao ginásio do Tupynambás.

    A festa começou com quase uma hora de atraso e o primeiro show foi o da Escola Silvana Marques, de Juiz de Fora. A partir daí, a animação ficou por conta de Silvete Montilla, e entre as participantes estava a Miss Brasil Gay 2006, Layla Kenn.

    Além da mudança de local - até o ano passado a festa acontecia no Ginásio do Sport - outra novidade pôde ser percebida pelo público logo na entrada: algumas empresas da cidade expunham seus produtos a fim de aumentar a visibilidade e os negócios. Após passar por este local, as pessoas chegavam à praça de alimentação, onde havia telões para a exibição dos desfiles e shows, que aconteciam na parte interna do ginásio.

    foto de Silvete Montilla Silvete
    Montilla
    foto de Leão Lobo e Leão Lobo e Mademoselle
    Debrette de Leblanc

    Antes dos desfiles, um vídeo em homenagem a Chiquinho Motta (Mademoselle Debrette de Leblanc) - idealizador do Miss Brasil Gay - foi exibido. O cabelereiro fez parte do júri ao lado de personalidades, como Leão Lobo (apresentador de televisão), a cantora Rosana, o estilista Carlos Tufvesson e Jean (ex BBB). Os apresentadores do programa Pânico na TV também estiveram presentes fazendo gravações na área dos camarins.

    foto de Carlos Tufvesson Carlos Tufvesson
    foto de Jean Jean

    Na área dos desfiles, a iluminação era intensa e havia telões ao lado do palco para facilitar a visibilidade das apresentações. As mesas estavam dispostas ao redor da passarela e a arquibancada estava completamente tomada pelo público. Outra modificação feita para este ano foi no tamanho da passarela: o comprimento foi reduzido e a largura ficou maior. Maria Alice Motta, irmã do homenageado Chiquinho Motta, aprovou as alterações. "Gostei do espaço no ginásio do Tupynambás e a passarela menor faz o desfile ficar mais rápido. As candidatas estavam lindas e os trajes muito ricos".

    No desfile dos trajes típicos as candidatas se apresentaram com uma encenação e a Miss Sergipe, Jackeline Boomèr, que representou o monumento de Maria Bunita, foi a mais aplaudida pelo público. No desfile dos trajes de gala, as candidatas mostraram toda a classe, beleza e simpatia. O resultado do concurso foi anunciado por volta de 4h e o público aplaudiu.

    foto de Panico na TV Pânico na TV
    foto de Rosana Rosana
    foto de Maria Alice Motta Maria Alice Motta

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.