• Assinantes
  • Zona Pink

    Ianka Ashylen é a Miss Brasil Gay 2007 Candidata do Espírito Santo fica com o título de maior beleza homossexual
    do Brasil e com as premiações de melhor traje típico e melhor traje gala

    Repórter: Fernanda Leonel
    Fotos: Laura Martins Ferreira
    Priscila Magalhães
    Patrícia Faria
    Edição: Ludmila Gusman e Sílvia Zoche
    19/08/2007, às 7h00

    O título de maior beleza homossexual do país ficou com a representante do estado do Espírito Santo. Ianka Ashylen foi eleita a nova Miss Brasil Gay, neste início de domingo, 19 de agosto.

    No desfile do Clube Tupynambás, em Juiz de Fora, a morena esbanjou simpatia e conquistou os jurados. Além do título mais disputado da noite, Ianka também ficou com o primeiro lugar da premiação de traje típico e também com o primeiro lugar do traje de gala.

    A nova Miss nasceu em Vitória, e por lá mora até hoje. Também é na capital capixaba que Ianka trabalha como maquiadora em um salão. Trabalho, aliás, responsável pelos custos de R$ 50 mil que ela afirma ter gastado para participar da 31ª edição do Miss Brasil Gay.

    Essa é a segunda vez que a Miss 2007 participa do desfile. No ano passado, ela desfilou representando o estado do Espírito Santo e faturou o 3º lugar . "O Miss de 2006 foi o primeiro da minha vida. Quando saiu o resultado do terceiro lugar, eu fiquei mais que feliz", disse. Ianka também tem o título de Top Drag 2000.

    A representante do estado do Espírito Santo chamou atenção também por outro detalhe: a torcida forte que contagiou todos os presentes na disputa da faixa mais badalada do mundo pink. Nada mais, nada menos que 125 pessoas vieram do litoral para torcer por ela.

    "Foram quatro ônibus e uma van. A gente também trouxe algumas camisetas para poder distribuir para quem quisesse ajudar a gente a torcer. Vieram amigos, parentes e um time de futebol gay da cidade de Cariacica, que ajudou com os custos do transporte", explica Leline de Paiva Arruda (na foto ao centro, com a miss), companheiro de Ianka há 10 anos.

    Foi ao "maridão coruja" que a nova Miss dedicou o novo título. Segundo Ianka, ele largou o trabalho há cinco meses para cuidar apenas do sonho dela em se tornar a nova Miss Brasil. E para quem ainda está curioso, vale a última cartada: Ianka Ashylen também é Alessandro Alcantra. (veja as misses como "meninos")

    Traje Típico

    O traje típico da nova miss era baseado nos 1.500 anos de Brasil. Assinado pelo estilista Henrique Filho, o mesmo que faz roupas para nomes consagrados como Xuxa e Cláudia Raia, a idéia era levar para a passarela informações sobre a miscigenação das raças e a catequização dos índios. Segundo a miss, custou aproximadamente R$ 20 mil.

    Traje Gala

    O tema do traje de gala de Ianka Ashylen era "Jóia Tífani". A criação, mais uma vez, veio com a assinatura de Henrique Filho. Rico em pedrarias e cristais, ele custou em média, segundo a miss, R$ 30 mil.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.