• Assinantes
  • Zona Pink

    MGM e Miss Brasil Gay selam parceria Além da mudança de local, uma das novidades é a realização, pela primeira vez, da Parada Gay no domingo. Organizadores adiantam detalhes da festa

    Daniele Gruppi
    Repórter
    23/04/2008

    Em entrevista coletiva, realizada nesta segunda-feira, dia 12 de maio, organizadores do Miss Brasil Gay e representantes do Movimento Gay de Minas (MGM) anunciaram parceria para a realização da Semana Rainbow, que inclui em sua programação o Miss Brasil Gay, a Parada do Orgulho Gay, mini-conferências sobre políticas públicas voltadas para a classe GLBT, além de festas raves espalhadas pela cidade.

    Segundo um dos organizadores, Marcelo Carmo, a Miss Brasil Gay 2007 Ianka Ashylen vai passar a faixa para a próxima representante da beleza gay no Cine-Theatro Central, no dia 16 de agosto. "A mudança de local, do Ginásio do Sport para um teatro, é polêmica e ousada. Pensamos bastante, pesamos os prós e contras e acreditamos que o evento vai ser um divisor de águas: antes do Central e depois".

    Marcelo Carmo afirma que a proposta é dar novo formato ao Miss Brasil Gay. Não vai ter mais serviço de bar e o show vai ser menor, mas os organizadores acreditam que vão ter mais qualidade. Ianka Ashylen, presente na coletiva, acredita que a sua responsabilidade aumenta com a realização do evento no Central.

    Foto dos organizadores do Miss Brasil Gay O organizador e cabeleireiro, André Pavam, encarregado pela produção artística, diz que o Central oferece muito mais facilidade, já que tem uma infra-estrutura adequada para o espetáculo. Ele não vai estar sozinho no comando da criação artística. "Vamos ser uma equipe. Aline Firjam e Patida Mauad fazem parte dela", revela.

    André Pavam afirma que o espetáculo vai ter a duração de 02h30. "Antes a festa durava cerca de quatro horas. Agora, vamos encurtá-la. Os jurados, por exemplo, não vão ter que atravessar a passarela como antes, já vão estar assentados. As candidatas que tinham liberdade na passarela vão ter tempo cronometrado para atravessá-la e esta também será menor", comenta.

    O Miss Brasil Gay não vai ter um tema específico, como nos anos anteriores, mas o espetáculo terá um título: "Divas". "Os ícones gays vão ser traduzidos nos palcos", revela Pavam.

    Léo Áquilla - presença confirmada

    Foto de Léo àquilla A comissão organizadora confirmou a presença de Léo Áquilla, que é uma drag queen brasileira, conhecida por suas performances em shows de boates gays e por suas aparições em programas de TV. Alcançou destaque nacional quando foi repórter do programa Noite Afora, de Monique Evans. Atualmente, atua no Bom Dia Mulher.

    O artista já conta com projeto próprio de programa de televisão, prestes a ser avaliado pela direção artística de uma emissora de televisão. Outros projetos também fazem parte da vida de Léo Áquilla, como o lançamento de um livro e um novo trabalho videográfico (clipe musical).

    Parada do Orgulho Gay vai ser no domingo

    Foto dos organizadores do Miss Gay e Parada Gay Outra novidade anunciada é que a Parada do Orgulho Gay que se realizava, tradicionalmente, no sábado, agora vai acontecer no domingo, dia 17 de agosto, seguindo a tendência mundial. "A idéia é que o turista possa permanecer mais tempo na cidade, o que vai fomentar a economia local, declara o diretor do MGM, Marcos Trajano.

    Marcelo Carmo diz que o incremento de receita para a cidade pode chegar a 33% com a mudança na data. "Pela primeira vez, as operadoras de turismo querem comercializar o pacote rainbow, com o destino Juiz de Fora. Trata-se da profissionalização do turismo".

    Marcos Trajano acredita que a Parada possa ter um público menor, mas ele garante mais segurança. O evento vai começar a se concentrar às 12h, no Parque Halfeld e às 14h acontece a saída em direção à Praça Antônio Carlos.

    Debates na Semana Rainbow

    A Semana Rainbow conta também com mini-conferências proferidas por representantes de vários ministérios, secretarias estaduais e municipais. As mini-conferências acontecem na segunda-feira, dia 11 de agosto, e se estendem até a sexta, 15 de agosto.

    Segundo Marcos Trajano, as discussões vão girar em torno do documento expedido na 1ª Conferência Nacional de GLBT, que acontece nos dias 06 e 08 de junho, em Brasília. O evento discute a implantação de políticas públicas GLBT, através do programa do governo federal Brasil Sem Homofobia. "Queremos debater as idéias que vão nascer da conferência para serem implantadas de acordo com a realidade de Juiz de Fora. Pretendemos lançar o Juiz de Fora sem Homofobia".

    Marcos Trajano quer, ainda, despertar atenção dos políticos. "Este ano tem eleição e, em Juiz de Fora, os eleitores gays, constituído por cerca de 50 mil pessoas, podem mudar os rumos de qualquer candidatura".

    Outro evento que vai ser realizado na Semana Rainbow, será beneficente e promovido por Ianka Ashylen. A data é dia 15 de agosto, em uma boate de Juiz de Fora. "Quando ganhei o concurso queria fazer algo de importância humana e resolvi organizar, em novembro, um evento para ajudar as pessoas. Como a iniciativa deu certo, vou repetir a dose". A instituição que vai ser beneficiada ainda não foi definida.

    Enquete
    O que você acha da mudança de local do Miss Brasil Gay para o Theatro Central?
         Boa iniciativa
         Iniciativa ruim
         Não faz diferença
         Já estava passando da hora de mudar
       

    ATENÇÃO: o resultado desta enquete não tem valor de amostragem científica e se refere apenas a um grupo de visitantes do Portal ACESSA.com

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.