• Assinantes
  • Zona Pink

    Purpurina no Calçadão da Halfeld

    Luciana Mendonça
    19/08/2000

    O show dos transformistas que concorrem ao título de Miss Brasil Gay 2000 acontece na noite deste sábado, mas a festa já agita Juiz de Fora durante toda a semana, reunindo o público "GLS" do país.
    Palco dos mais diversos espetáculos, o calçadão da Rua Halfeld ferve na manhã deste dia 19 de agosto, quando desfilam e passeiam democraticamente pessoas das mais diversas identidades: gays, lésbicas, bissexuais, travestis, heterossexuais simpatizantes.


    Isabelita dos Patins no calçadão

    Mas a purpurina fica mesmo por conta das famosas drag queens, que alegram crianças, jovens, adultos e idosos. Todos páram para admirá-las. A famosa Isabelita dos Patins veio do Rio de Janeiro para a festa e tumultuou o calçadão. Com seu sotaque em "portunhol", disparou: "A festa é a maior do mundo. Juiz de Fora não deixa nada a desejar em relação a um show na Broadway. O gay é muito criativo. Só ele pode reviver os mitos pop stars. É a alegria. Chega de colocar rótulos em nós. Não somos refrigerante, nem marca de cigarro. E tem mais: gay é igual geladeira e fogão - o que varia é a marca, mas toda casa tem."



    No Parque Halfeld, a drag Luka Bordone se exibe, acompanhada da vó, da mãe e um grupo de amigos. Dentre eles, a drag Melissa Call Prince, da cidade de Aparecida, interior de São Paulo, que há cinco anos vem à cidade. "Esse evento é o carnaval dos gays na cidade. É uma conquista para nós homossexuais, que podemos nos mostrar, ser mais livres", afirma Luka. E Melissa faz um convite aos internautas: "Espero que os internautas venham a Juiz de Fora, sendo ou não gays, com a cabeça aberta, porque vão se divertir muito".




    À esquerda, Luka Bordone. À direita,
    Melissa Call, na festa do Parque Halfeld



    O Parque Halfeld transformou-se em um arco íris de balões e adereços para o show de encerramento do III Juiz de Fora Rainbow Fest. No palco se apresentam, na tarde de hoje, os cantores pop de Belo Horizonte, Valéria Braga e Carlos Laudaris, o músico Henrique Glansman, as drags Luka Bordoni, com sua trupe e Marilu Barraginha, de Belo Horizonte.

    "É a festa que fecha com chave de ouro uma semana de debates e cultura sobre o homossexualismo. Mais de 400 pessoas participaram, o que fez do evento um sucesso", comemora Osvaldo Braga, organizador do Rainbow Fest. "As pessoas querem ver o lado bizarro, exótico dos homossexuais e o gay também gosta desse agito, mas nosso universo tem muito mais que isso", completa Osvaldo.

    *Na foto ao lado, Marcos Trajano, também
    organizador do Rainbow Fest, Luka e Osvaldo Braga.






    Um close da drag dos patins, Isabelita



    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.