• Assinantes
  • Autenticação
  • Animais

    O alimento como fonte de prevenção de doenças e promoção da saúde   


    Isabela Micherif 28/09/2020

    A nutrigenômica é uma ciência nova, que estuda a influência da dieta na expressão dos genes, potencializando ou suprimindo seu potencial. Isso quer dizer que a manutenção de uma alimentação adequada pode reduzir o risco de doenças e aumentar a qualidade e expectativa de vida dos indivíduos, já que teria o potencial de ativar e desativar genes (de acordo com as necessidades de cada um).

    Um estudo feito em humanos concluiu que apenas 10% dos casos de câncer podem ser atribuídos a fatores genéticos, enquanto os 90% restantes estão relacionados ao ambiente e ao estilo de vida, sendo que, neste ponto, está inserida a alimentação.

    Somando-se a esse estudo, uma pesquisa realizada pelo Kennel Club revelou que houve uma queda de 11% na longevidade média dos cães de todas as raças na última década.

    Rodney Habib, no Ted Talk “Why Don’t Dogs Live Forever?”, expõe informações estarrecedoras, extraídas de diversas pesquisas realizadas em cães pelo mundo. Tais pesquisas demonstram que, nos últimos 5 anos, ocorreu um aumento de 900% de diabetes mellitus no Reino Unido; aumento de 60% dos casos de obesidade nos Estados Unidos e, ainda, que 1 a cada 2 cães é diagnosticado com câncer em todo o mundo. Rodney afirma que de todos os mamíferos do planeta, o cão é o que tem a maior taxa de incidência de câncer.

    O câncer nos cães não vem sendo atribuído, exclusivamente, à dieta. Fatores como obesidade, estresse, sedentarismo, poluição e outros, também representam risco. No entanto, até 40% dos casos de câncer, conforme estudos realizados, poderiam ser prevenidos com a mudança na alimentação dos nossos animais. A simples inclusão de 10% de alimentos frescos à ração já demonstrou eficiência de 70% a 90% dos casos de câncer de bexiga.

    Isso acontece porque a ração é um alimento ultra processado, produzido a partir de subprodutos da indústria da carne, a altas temperaturas, além de grãos transgênicos (que contém resíduos de glifosato) e carboidratos simples. Em muitas das marcas existentes no mercado são adicionados, ainda, os conservantes artificiais BHA e BHT, potencialmente prejudicais à saúde e já associados a casos de câncer.

    A ração pode ser comparada à “junk food” de humanos. Ou seja, um alimento com alto teor calórico e baixa qualidade nutricional. Se temos cada vez mais conhecimento dos malefícios de uma dieta baseada nesse tipo de alimento para o nosso organismo, por que manter esse padrão para os nossos animais de estimação?

    Nesse sentido, a alimentação natural, constituída, basicamente, por vegetais, vísceras e carnes, tem se mostrado como uma grande aliada na manutenção da qualidade de vida, saúde e longevidade dos nossos melhores amigos.

    Mas é preciso ter muito cuidado. Não faça alterações na dieta do seu animal sem o acompanhamento de um médico veterinário ou zootecnista, pois a alimentação natural desbalanceada pode levar a excessos e a deficiências nutricionais.

    Como já dizia Hipócrates, considerado o “pai da medicina ocidental”: “Que seu remédio seja seu alimento, e que seu alimento seja seu remédio”.

    Isabela Micherif é graduada em Direito, pós-graduada em Direito Público, trabalhou por dez anos na área de Direito Ambiental, sendo cinco na Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMAD) e cinco como assessora no Ministério Público de Minas Gerais. Depois desde período, deixou o trabalho no escritório para levar mais saúde e qualidade de vida a cães e gatos, por meio da alimentação natural. É proprietária e pet chef na empresa Cozinha Pet – alimentação natural para cães e gatos.

    Os autores dos artigos assumem inteira responsabilidade pelo conteúdo dos textos de sua autoria. A opinião dos autores não necessariamente expressa a linha editorial e a visão do Portal ACESSA.com

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.