Gatos podem gripar?

Daniele Milione Daniele Milione 10/07/2018

Uma pergunta bastante comum nos meus atendimentos, principalmente nesta época do ano, é se os gatos podem gripar. A resposta é sim, caros leitores do Portal ACESSA.com. 

Os principais agentes etiológicos causadores da gripe felina são Herpesvirus, calicivirus e chlamydophila.

Os felinos podem adquirir a doença por meio do contato direto com outro animal infectado ou por comedouros, bebedouros, brinquedos, portanto, é fácil de se adquirir. Os animais mais suscetíveis são os que vivem ou já viveram em lugares com grande concentração de gatos.

Os animais afetados com Herpesvírus podem desenvolver, rinotraqueíte, sinusite, traqueíte, secreção nasal, secreção ocular, conjuntivite, lesões de córnea, além de febre, apatia e anorexia. O mais complicado é que mesmo o animal recuperado da doença eles podem permanecer com infecções latentes, ou seja, o vírus fica alojado e o animal não apresenta sintomas. Apenas quando há algum fator de stress, o vírus é reativado, provocando a doença novamente

Já os felinos, acometidos pelo Calicivirus, podem desenvolver a calicivirose. Os sintomas são muito similares aos da rinotraqueíte, somado a uma apresentação articular. Além disso, alguns gatos podem ficar com dor nas juntas e feridas na cavidade oral, no caso da calicivirose, não há latência do vírus, mas o animal é capaz de manter o vírus em suas amigdalas por anos e anos, sendo uma provável fonte de infecção para outros animais.

Já a Chlamydophila gera principalmente sintomas oculares e grandes conjuntivites. As três doenças do “Complexo Respiratório Felino” podem vir isoladas ou combinadas. Na maioria das vezes, elas vêm juntas e, consequentemente, podem debilitar o animal.

E como fazemos para que meu gato (a) não desenvolva a doença?

A resposta é: prevenção.

Como?

Por meio de vacinas oferecidas ao seu felino, na fase de filhote, com reforço anual.

Deixo claro que a vacina não impedirá seu animal de contrair a doença, mas os sintomas serão mais brandos pois ela será um grande artenuador, porém, por se tratar de vírus com grandes capacidades de mutação (assim como o vírus da gripe nos humanos) as vacinas não são capazes de prevenir 100%.

A doença tem tratamento, mas a prevenção ainda é a melhor forma de proteger seu animal. Procure o médico veterinário de sua confiança, quando aparecer os seguintes sintomas: secreções nasais e oculares acentuadas, espirros, conjuntivite, tosse e dispneia e também falta apetite.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.