• Assinantes
  • Autenticação
  • Animais

    Ansiedade e os cães: como os afeta?

    Nome do Colunista Lucas Bonoto 5/12/2018

    Oi pessoal!

    Diga-me quem aí já viu um cachorro correr em lugar aberto? Com certeza já se pegou pensando (em meio à admiração) que ele foi feito para isso, certo?!

    Seu peludo é dotado de necessidades instintivas que poucas vezes seus donos conseguem supri-las. Andar horas e horas por dia caçando água e comida; acordar várias e várias vezes na noite para ver se está tudo bem; procurar um local abrigado da chuva e outros perigos. São só alguns pontos de instinto de sobrevivência que os cães de mato e de rua fazem, e os nossos em casa são privados de tais atividades instintivas. Não por acaso que vemos os cães de mato ("selvagens") e de rua tão equilibrados e os nossos cada vez mais desequilibrados. Se não soubermos suprir essas necessidades instintivas de nossos amigos peludos eles irão sofrer distúrbios de ansiedade.

    Como falamos na última coluna dos níveis de energia, cães de energia alta e muito alta sofrem com a rotina pesada do dono que sai cedo e chega tarde em casa e muitas vezes não se preocupa com o enriquecimento ambiental e o equilíbrio de seu cão. E se frustram pelo fato de seu cachorro estar lambendo pata a ponto de se ferir, abrindo buracos nas paredes de casa, destruindo móveis, latindo excessivamente quando está sozinho, incomodando os vizinhos... todos esses, além de outros, são desvios de comportamento oriundos da ansiedade pelo acúmulo de energia. Por conta da pobre rotina oferecida pelo tutor.

    Diga-me o que você faria se tivesse de ficar seis dias por semana sozinho em casa por várias e várias horas sem televisão para assistir, sem um livro para ler e, o pior, sem celular? O que você faria? Ficaria super entediado, certo!?! Imagine seu cão que vive há anos essa rotina...

    A ansiedade é um assunto muito sério e que tem como ser controlada.

    Se seu peludo fica lambendo pata demasiadamente, rodando muito em torno da própria cauda, dando uns choramingos finos e agudos, pelagem caindo sem um diagnóstico clínico veterinário que justifique, vômitos sem diagnóstico clínico veterinário que justifique, coprofagia (ato de comer as próprias fezes)...    muitas vezes a causa de desvios de comportamento como esses pode ser ANSIEDADE.

    Ficou curioso para saber como drenar a energia de seu cachorro e diminuir a ansiedade? Fique ligado na coluna 'Comportamento Animal' aqui na ACESSA.com e compartilhe para que vários cães ansiosos possam melhorar sua qualidade de vida!

    Lucas Bonoto
    Trabalha com terapia e comportamento canino pioneiro em Juiz de Fora com mais de 10 anos no mercado. Já ministrou cursos e palestras na área para empresas Pet Shops e clínicas veterinárias. Estudioso do comportamento canino e psitacídeo com mais de 20 anos de estudos e teorias. Proprietário de um centro de convivência canina e estudante de medicina veterinária, uma das referências e pioneiro na cidade sobre etologia canina.

    Ingrid Soares
    Sou Educadora Canina e essa é minha matilha Snow ( Pastor Canadense) e Bagheera ( Pastor Manto Negro), sou responsável pela Cães & Trilhas e zelamos pela qualidade de vida do seu melhor amigo e interação com o mesmo. Criamos a relação interpessoal entre cão e tutor, melhorando o psicólogico e o bem estar fisico. Partiu Aventura?

    Os autores dos artigos assumem inteira responsabilidade pelo conteúdo dos textos de sua autoria. A opinião dos autores não necessariamente expressa a linha editorial e a visão do Portal ACESSA.com

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.