Terça-feira, 6 de outubro de 2015, atualizada às 18h13

Juiz de Fora terá serviços de castra móvel itinerante

castra

Para atender Juiz de Fora e a região da Zona da Mata está previsto para ser lançado no próximo mês o serviço de castra móvel, adquirido através de convênio entre o Governo do Estado e a ONG Aliança Juizforana pelos Direitos dos Animais (AJUDA). Além da castração de cães e gatos, os trabalhos também serão de atendimento médico veterinário, com foco em animais de rua e famílias carentes. Antes de dar início aos serviços estão sendo adquiridos os insumos e treinamento da equipe formada por três veterinários, coordenador, motorista, dois estagiários e um auxiliar de limpeza.

O projeto foi uma solicitação feita pelo deputado estadual Noraldino Júnior (PSC) ao Governo do Estado, com o intuito de criar um programa estadual de proteção dos animais. "Como não temos atendimento veterinário público nas cidades, dialogamos para tentar esta opção de controle e cuidado destes animais. Hoje convivemos com o crescimento populacional destes animais de forma descontrolada e o método de controle mais ético reconhecido mundialmente é a castração.", explica.

O deputado explica que a metodologia está sendo concluída para que seja feita da melhor forma nos bairros do município e em outras cidades. Ainda não estão determinados os primeiros bairros, onde o castra móvel começará seus atendimentos.

Castração Móvel da PJF

A Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) também divulgou nesta terça-feira, 6 de outubro, que o município receberá em breve um ônibus castra móvel exclusivo para atendimento à cidade. Para realizar este novo serviço, o veículo está sendo adaptado para a realização da cirurgia em cães e gatos diretamente nos bairros da cidade. A previsão é que a castração itinerante tenha início já no final deste mês, que será executada pela equipe do Demlurb.

"Este veículo vai ser de extrema importância no controle saudável da população canina e felina. Será um avanço imensurável para a política de proteção animal. Inicialmente, o atendimento será realizado nos os bairros com maior ocorrência de abandonos", ressalta o diretor-geral do Demlurb, Marlon Siqueira.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.