• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade

    Juiz de Fora e a Saúde

    15/10/98

    Juiz de fora é referência regional quando se fala em atendimento à saúde. A afirmação é do superintendente de assistência à saúde da Prefeitura de Juiz de Fora, Ivan Chebli. "A cidade enfrenta problemas graves no setor público, principalmente no que diz respeito ao repasse de verbas estaduais e federais, mas, mesmo assim, a qualidade dos serviços prestados é alta. O principal motivo é que Juiz de Fora conta com uma universidade que possui vários cursos na área de saúde" , afirma o superintendente.

    Além disso, a rede assistencial do Sistema Único de Saúde (SUS) está presente em 34 unidades básicas de saúde (UBS’s) da zona urbana com 175 médicos, onde podem ser produzidas 56 mil consultas por mês, e 14 UBS’s da zona rural. Há também seis institutos, duas policlínicas regionais e um Pronto Socorro. O número de médicos por mil habitantes de 2,43 (IBGE-1995) e o índice de mortalidade infantil de 24,99 por mil habitantes (IBGE-1996), são considerados bons dentro da expectativa de uma cidade do porte de Juiz de Fora.

    Médico de Família

    Um dos destaques na assistência à saúde em Juiz de Fora é Programa da Saúde da Família (PSF) ou Médico de Família, implantado em 1995 pelo SUS, que tem como objetivo melhorar o estado de saúde da população através de um modelo de assistência voltado para a família e a comunidade, incluindo a promoção, proteção da saúde e a identificação precoce de tratamento de doenças. Para a execução das atividades propostas foram formadas equipes compostas por um médico, um enfermeiro, um assistente social e dois auxiliares de enfermagem para dar assistência à 800 famílias. Atualmente, o município conta com 19 equipes na zona urbana e uma na zona rural que assistem a aproximadamente 138.401 pessoas.

    Uma unidade volante do PSF atende à população rural em ônibus equipado, nas escolas e igrejas das localidades que não têm Unidade de Saúde, orientando sobre medidas preventivas e cuidados a serem tomados. Realiza visitas domiciliares programadas, bem como o atendimento à demanda espontânea, sempre reservando espaços para atendimentos de urgência.

    Dentre os projetos previstos para serem executados estão: a implantação de novas UBS’s em Cachoeirinha, Monte Castelo, Teixeiras e Toledos, a construção da Unidade Regional Sul, em Santa Luzia e da Unidade Regional Cidade Alta, em São Pedro, definição de equipes permanentes para atenção básica nos quatro distritos sedes: Igrejinha, Torreões, Sarandira e Rosário de Minas, criação de um Centro de Reabilitação Profissional, para o atendimento dos portadores de deficiências, além da implementação de uma política de atendimento ao idoso.

    Colaboração: Maria Lúcia Perotti Velloso,
    estudante do 4º período
    da Faculdade de Comunicação da UFJF

    A Melhor Internet Está Aqui

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.