Banco do Pequeno Empreendedor
é referência nacional

Na luta contra o desemprego, o Banco do Pequeno Empreendedor gera novos projetos na linha das pequenas empresas

10/11/98

Juiz de Fora conta com um sistema de crédito simples e rápido para as pequenas empresas ou trabalhadores autônomos. O Banco do Pequeno Empreendedor ou Fundo de Apoio ao Empreendimento Popular - Faep (Av. Rio Branco 2340-SubSolo; Centro), oferece hoje condições de crescimento financeiro ao público com menores chances de acesso às formas convencionais de crédito. Através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico - SMDE (Av. Rio Branco, 3029; Centro) a Prefeitura de Juiz de Fora (Av. Brasil, 560; Centro) iniciou o projeto.

Uma parceria entre a Caixa Econômica Federal, a Prefeitura e mais 11 sócios da cidade, criou-se o Faep. O Faep é uma Organização Não Governamental - ONG - que começou a funcionar em agosto de 1997 e já conta com 569 clientes, tendo atendido mais de 9000 pequenos empreendedores e com o total de empréstimos passando de 1 milhão de reais.

Para se obter crédito no Faep, o empreendedor precisa trabalhar por conta própria há mais de seis meses, residir na cidade há pelo menos dois anos, ter menos de quinze funcionários, ter faturamento mensal inferior a quinze mil reais e não ter restrição de crédito no mercado. Os empréstimos variam de 200 a 10.000 reais para capital fixo e de 200 a 5.000 reais para capital de giro. O prazo de pagamento é de 1 a 6 meses sem carência para o capital de giro e de 1 a 12 meses, com 3 meses de carência, para o capital fixo. Os juros são de 3,9% ao mês sobre o saldo devedor. Em Juiz de Fora a maioria dos empréstimos vai para o capital de giro. Veja os números abaixo.

Categoria do Cliente:

  • Formal - 65,89%
  • Informa - 34,11%

Finalidade do Crédito:

  • Giro - 78,86%
  • Fixo - 21,14%

Ramo de Atividade:

  • Comércio - 43,33%
  • Prestação de Serviço - 35,14%
  • Produção - 21,53%

Distribuição por sexo:

  • Masculino - 57,34%
  • Feminino - 42,66%

Fonte: Estatísticas do Faep - Fundo de Apoio ao Empreendedor Popular

Segundo o Superintendente da Faep, Velasques Nunes de Paula, a maior preocupação do banco é a geração de emprego, renda e ocupação. O projeto se tornou uma referência nacional na medida em que foi o precursor do Programa do Banco Nacional de Desenvolvimento Social - BNDES, de Crédito Produtivo Popular, sendo hoje copiado por prefeituras de todo o país.

Colaboração: Luciana Lima,
estudante do quinto período
da Faculdade de Comunicação da UFJF

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.