Queda nas vendas de automóveis nas concessionárias de Juiz de Fora

Nos últimos meses, as vendas de automóveis em Juiz de Fora têm diminuído, principalmente por causa da instabilidade no mercado financeiro. O aumento das taxas de juros está afetando diretamente os financiamentos.

Segundo o gerente de veículos da Embrauto, Rogério Campos de Faria, até dois meses atrás a taxa de juros praticada era de 1.99% ao mês. Hoje a taxa aumentou para 4.8%, dificultando as vendas à crédito. Essa situação traz reflexo imediato no mercado. Nessa mesma concessionária, não está sendo realizada nenhuma promoção. Para atrair os clientes, a revendedora da Ford está oferecendo um financiamento melhor para determinada marca de automóvel e, com isso, espera aumentar as vendas.

A situação não é diferente na concessionária da Fiat. Segundo o Gerente de Veículos, Flávio Alencar, as vendas caíram muito em conseqüência da oscilação do mercado e dos juros elevados. Hoje o consumidor tem que enfrentar taxas mais altas de financiamento, a instabilidade política e, sobretudo, econômica do país. Os veículos mais procurados continuam sendo os carros populares, de mil cilindradas. Na Fiat, o Pálio é um dos campeões de venda e está custando hoje cerca de R$13.000,00. O lançamento Marea, sai por R$ 30.000,00 e está tendo boa aceitação.

Mas não são só as concessionárias de carros novos que estão sofrendo com a crise. Também as de carros usados estão sendo afetadas com os altos juros. É o caso da Original Veículos e da Roberto Veículos, que reclamam da falta de clientes e afirmam que com as altas taxas praticadas o comércio está parado. Eles esperam a queda nos juros para reativar o movimento das vendas.

As concessionárias de carros importados também enfrentam estas dificuldades, como é o caso da Peugeot. Segundo o proprietário Aloísio Carlos Mota Júnior, com o pacote econômico do país e a crise financeira mundial, as vendas se retraíram um pouco. Contudo, ele afirma que, em relação às outras marcas, os carros da Peugeot estão sendo proporcionalmente mais vendidos. “As vendas estão muito além do que eu esperava”, garante ele. O bom acabamento dos carros e o melhor custo/benefício são fortes argumentos na hora da negociação. O carro mais vendido é o básico, de mil cilindradas, da linha Peugeot 106 que está custando cerca de R$12.000,00 – mais barato até que os concorrentes nacionais.

Colaboração: Flávia Ferreira,
estudante do 4º período da
Faculdade de Comunicação da UFJF

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.