Artigo

Responsabilidade social das empresas

23/11/98

A partir dos anos 80, nota-se que as empresas têm se preocupado com problemas que envolvem a sociedade e o meio ambiente no qual estão inseridas. Elas passam a compreender a importância de se responsabilizarem por áreas como educação, saúde e moradia, nas quais o Estado não tem conseguido suprir eficientemente as necessidades da população. Rompendo o velho paradigma de que a empresas só se preocupam com a geração de lucros, tornou-se estritamente necessário para a empresa sobreviver no mercado a preços baixos, produtos de qualidade e marketing inteligente, ressaltando, também, que o consumidor esta cada vez mais seletivo preferindo empresas que realmente se integram à comunidade.

Além da melhoria da imagem da empresa, a ação social pode proporcionar outros benefícios. Os funcionários envolvidos com projetos sociais sentem-se imensamente recompensados, com uma grande satisfação pessoal, contribuindo para a melhoria de seus desempenhos. Aspecto este que passou a ser extremamente importante num mercado de constantes incertezas, em que os empregados convivem diariamente com a possibilidade de demissão. É inegável o fato de que fazer o bem e conscientizar-se de sua responsabilidade social vem se tornando um componente vital para o sucesso dos negócios e, mais do que isso, uma extraordinária vantagem competitiva, atraindo o mercado, gratificando os funcionários e fortalecendo a boa imagem e a empresa, ou seja, todos saem ganhando.

Tornar o capitalismo mais responsável socialmente já não parece uma tarefa impossível, e existem vários grupos agindo nesse sentido, como a CAMPE Consultoria Jr., da Faculdade de Economia e Administração da UFJF (Campus Universitário), que realizou no último Natal uma companha de doação de alimentos que foram enviados para uma creche de Juiz de Fora. Neste ano realizou uma campanha de doação de alimentos que foram enviados para o Nordeste durante a última seca, e mais recentemente, em parceria com o Hemominas promoveu uma companha de doação de sangue, contando com a participação de 116 doadores.

Colaboração: Ricardo Derze Coppus
e Fernanda Moreira Brum,
membros da CAMPE - Consultoria a Médias e
Pequenas Empresas da Faculdade de Economia
e Administração da UFJF.
E-mail: campe@fea.ufjf.br

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.