• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde

    Artigo
    Você é aquilo que come

    25/08/2000

    “Você é aquilo que come!” Sábio ditado indiano. A alimentação satisfaz o corpo e alimenta psico-emocionalmente, pois é um dos grandes prazeres do ser humano. Você percebeu que diversos eventos e comemorações importantes são feitos à mesa? Você já notou que quando não está bem emocionalmente a comida fica ruim, sem gosto?

    Mas cuidado! Uma alimentação, quando desbalanceada e desequilibrada, pode gerar aumento da quantidade de gordura ou perda de massa muscular do corpo, diminuição da quantidade de ferro e vitaminas do organismo, alterações do crescimento e desenvolvimento, redução do rendimento físico e intelectual, etc. Uma distribuição de grupos de alimentos poderá garantir o equilíbrio de sua alimentação:

    • Alimentos Energéticos (4º grupo, dos açúcares e massas)
      Devem contribuir com metade das calorias do dia, evitando-se os açúcares simples (cristal, refinado, mascavo, mel melado, rapadura). Contribuem para o fornecimento de energia para o funcionamento da “máquina humana”.

    • Alimentos Reguladores (3º grupo, das frutas, verduras e legumes)
      Possuem baixo nível de energético, fornecendo vitaminas, minerais e fibras que garantem melhor rendimento e o bom funcionamento orgânico.

    • Alimentos Construtores (2º grupo, das proteínas: leite, queijos, iogurte, carnes, feijão, lentilha, ervilha, etc.)
      São importantes para manutenção, crescimento, desenvolvimento e reparação de tecidos. Somente 15% do valor calórico total da dieta vindo deste grupo é o suficiente para o corpo.

    • Alimentos Oleaginosos (1º grupo, dos óleos, gorduras, manteiga, requeijão, creme de leite, castanhas, etc.)
      São altamente energéticos (9 calorias/g enquanto açúcares e proteínas fornecem 4 calorias/g). São consumidos embutidos em outros alimentos (frituras, queijos, doces, tortas, chocolates, carnes, salgados, etc.) e podem, quando consumidos em alta escala e a longo prazo, levar a danos irreparáveis (doenças cardio-circulatórias, obesidade, hipercolesterolemia, etc.). Seu consumo deverá ser limitado a 20% - 25% do total de calorias do dia.

    Uma dieta onde se faça 5 – 6 refeições/dia (uma pequena refeição entre desjejum e almoço e entre almoço e jantar) contendo um alimento de cada grupo garante o equilíbrio da dieta. Não esqueça de tomar pelo menos 8 copos de líquido/dia (chás, limonada, etc.) e fazer atividade física periodicamente.

    Arnaldo Hamilton Pinheiro
    é nutricionista, formado pela
    Universidade Federal
    de Viçosa (UFV).

    Sobre quais temas (da área de nutrição) você quer ler novos artigos nesta seção? O nutricionista Arnaldo Pinheiro aguarda suas sugestões no e-mail nutricao@jfservice.com.br

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.