• Assinantes
  • Autenticação
  • Casa

    Especialistas dão dicas de materiais que evitam escorregões à beira da piscina

    Superfícies antiderrapantes e atérmicas, como o granito, são ideais para se refrescar neste verão

    Raphael Placido
    Repórter
    16/2/2013
    piscina

    Com o sol e o calor que vem fazendo nos últimos dias, muita gente anda sonhando com momentos de descanso e tranquilidade à beira da piscina. Para os que já têm essa oportunidade e, sobretudo, para os que estão pensando em construir uma piscina, é importante atenção à algumas dicas que podem evitar acidentes mais sérios.

    A cena é clássica, típica de vídeos engraçados: a pessoa, independente da idade, está circulando a piscina e acaba escorregando no piso molhado. Embora, na maioria das vezes, o acidente seja apenas motivo de risadas, em outras ocasiões pode ser responsável por acabar com a festa mais cedo, causando quedas mais sérias, e até fraturas.

    Com a entrada e saída de pessoas da água, é normal o entorno da piscina ficar molhado. Por isso, é importante atentar-se para a segurança do local, sempre optando por materiais antiderrapantes.

    O diretor da empresa de importação e tratamento de mármores e granitos, Directa Piedras, Marcelo Milagre, explica que a procura pelo material tem aumentado bastante, pois além de evitar escorregões, conta com outras qualidades: "Com acabamento jateado ou acidado, o granito é antiderrapante e tem características antitérmicas, é fácil de manter, e tem grande durabilidade, resistindo às ações do tempo. É uma pedra belíssima e imponente. Ela consegue tornar qualquer espaço mais requintado e charmoso", afirma.

    Dicas e cuidados

    A arquiteta Adriana Morávia lembra outras dicas na hora de escolher o melhor revestimento para adornar a piscina. "Como na maior parte se tratam de áreas expostas ao sol constantemente, o material deve ser atérmico, ou seja, não pode esquentar muito (tanto para a borda da piscina quanto para o piso). Da mesma forma, essa região está sempre um pouco molhada quando se usa a piscina, então, o material a ser aplicado não pode ser escorregadio, para evitar acidentes ou desconforto ao andar", ensina.

    A arquiteta explica que, além do granito, há outras pedras que podem ser usadas como bordas de piscinas. "As mais comuns são a Mineira, a Goiás e a São Thomé, ambas com ótimas propriedades térmicas e antiderrapantes. Mas existem muitas outras possibilidades, como os cimentícios atérmicos, produtos formulados à base de cimento especialmente para áreas externas, cuja composição química leva ingredientes que faz com que não esquentem demais com a incidência do sol." Outra dica essencial é jamais usar pedras polidas.

    Sobre a limpeza, a arquiteta diz que basta limpar com água, sabão ou detergente neutro, e, eventualmente, com uma escova de cerdas plásticas. Segundo ela, também existem vários produtos no mercado destinados às superfícies antiderrapantes. 

    Os textos são revisados por Juliana França

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.