• Assinantes
  • Autenticação
  • Casa

    Uso de cortinas ainda permanece em alta Mesmo com o advento das persianas, as cortinas continuam procuradas nas lojas de decoração. Com material de qualidade, elas podem durar até 15 anos

    Renata Solano
    *Colaboração
    07/05/2008

    Quem pensava que com o advento das persianas (leia matéria sobre persianas) a cortina perdeu espaço, se enganou. O objeto de decoração e proteção dos móveis, do ambiente e até dos pisos, continua em alta, principalmente por causa do charme, da durabilidade e da funcionalidade.

    Segundo o proprietário de uma loja especializada, Carlos Augusto Moreira da Silva, uma cortina feita com material de boa qualidade pode durar entre 12 e 15 anos. "O tempo de duração depende do uso, do material e do cuidado que o cliente tem com a cortina. Mas a média é por volta de 15 anos. O cuidado básico com esse tipo de objeto é a lavagem", comenta.

    Moreira da Silva diz que a cortina precisa ser lavada, no máximo, uma vez por ano. "Tem lugares que o ambiente é muito exposto à poeira, então, a pessoa pode lavar até duas vezes ao ano, mas não precisa mais do que isso. O material com que são confeccionadas quando é de boa qualidade não desgasta muito com a lavagem, mas é preciso ter cuidado na hora de fazer a limpeza", ressalta.

    Lavar a cortina não é simplesmente colocar o tecido dentro da máquina de lavar, pois muitas vezes o material não resiste à força e à indelicadeza dos movimentos bruscos de lavagem no equipamento. "Têm empresas que fazem esse tipo de serviço. Na minha loja mesmo a gente oferece isso para o cliente que ganha com a comodidade. Além disso, o tempo é muito curto, em cerca de três dias nós devolvemos a cortina limpa e passada e, ainda instalamos de volta no lugar desejado", afirma.

    Foto de cortina Foto de cortina
    Escolhas...

    Decidir o tamanho certo, a cor que mais combina e o tecido com melhor caimento. Essas são tarefas básicas para montar uma cortina bonita e funcional, por isso, a assessoria de um profissional especializado é de suma importância na hora de escolher o objeto.

    Segundo Moreira da Silva, as medidas são tiradas no local onde a pessoa deseja instalar uma cortina e devem sempre ultrapassar cerca de 30 centímetros as dimensões da janela ou da porta. "Nas laterais sempre é necessária esta medida, mas sobre a altura, tanto para cima quanto para baixo, essa é a medida mínima, mas pode-se cobrir toda a parede com a cortina, o que, dependendo do ambiente, fica mais sofisticado", descreve.

    Em relação às cores, o proprietário da loja de decoração comenta que não há uma regra a seguir. "A minha favorita é a cortina branca, pois deixa o ambiente bem amplo e com a sensação de limpeza, de claridade e de conforto, além de ficar muito bonito, mas já fiz cortina na cor vermelha que ficou muito bom. Tudo isso depende do cliente, mas também do espaço em que vai ser instalada a cortina. O ideal é sempre usar o objeto de decoração com bom senso. Se o lugar já tem cores muito fortes, indico o uso de cortinas mais neutras, mas se é um ambiente em tons pastéis, a cortina pode servir como um destaque dando um colorido no local", orienta Moreira da Silva.

    Já os tecidos, há muitas opções que podem deixar o cliente confuso e ansioso pelo resultado final. Com mais de mil amostras de tecidos, Moreira da Silva comenta que o pano mais usado e com melhor caimento é o voal. "Existem milhares de tipos de voal, com bordados, aplicações, cores, espessura, e textura diferentes. Geralmente, o voal é utilizado na cortina, mas com a combinação de um tecido por baixo que pode ser malha, black out ou outro forro qualquer", explica.

    Foto de cortina Foto de cortina
    Vantagens?

    Segundo Moreira da Silva, a cortina tem suas vantagens em relação às persianas. "Só o fato de você retirar com mais facilidade para fazer a limpeza já é um diferencial. A cortina é mais prática, pois a persiana exige sérios cuidados para não danificar as serdas. Além disso, a cortina oferece ao cliente a opção de escurecer o ambiente de acordo com sua conveniência no momento, já as persianas não têm muito meio termo, além de não oferecerem proteção completa contra a luminosidade", afirma.

    Apesar de muitas pessoas investirem em persianas, Moreira da Silva afirma que quem usa a cortina uma vez não troca nunca mais. "Esse objeto é menos comercial e dá sensação de mais aconchego que as persianas em si. Além do mais, se a pessoa muda de casa, pode adequar a cortina em relação ao tamanho e à cor com mais facilidade do que a persiana em si", enumera.

    O proprietário da loja ainda diz que trabalha tanto com as cortinas quanto com as persianas, mas que muitas vezes a cortina sai mais barata que a própria persiana. "O custo beneficio é bem melhor. Uma cortina varia entre R$ 200** e R$ 500**, dependendo do tamanho e do material, uma persiana também está por volta disso, mas a durabilidade e a variedade é bem menor", afirma.

    *Renata Solano é estudante de Comunicação Social da UFJF

    **Os preços foram fornecidos em maio de 2008 em uma loja de Juiz de Fora

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.