• Assinantes
  • Autenticação
  • Casa

    Terça-feira, 12 de novembro de 2007, atualizada às 12h46

    Projeto de uma equipe de alunos e professores do curso de Arquitetura e Urbanismo participam da Bienal Internacional de Arquitetura de SP


    *Da Redação

    O projeto de uma equipe de alunos e professores do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) foi selecionado para ser exposto na sétima edição da Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo (BIA). "Conexões: particularidade de um espaço público - Galerias na área central de Juiz de Fora" foi um dos 32 projetos escolhidos a serem apresentados, a partir desta segunda-feira, dia 12 de novembro, no Pavilhão Ciccilo Matarazzo, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo.

    Além da oportunidade de participar de um evento de nível internacional, o projeto concorre à premiação do "Concurso Internacional de Escolas da 7ª Bienal", que será divulgada dia 27 de novembro. A UFJF vai disputar com universidades brasileiras renomadas, como a Universidade de São Paulo (USP) e a Mackenzie, e a Architectural Association de Londres.

    Segundo o professor Rogério Carmo, um dos orientadores do estudo, que já participou da Bienal em 1999/2000 com sua tese de mestrado sobre o encantamento da cidade de Ouro Preto, o projeto trata de duas dimensões: a real, factível, e a do projeto em si, a conceitual. "Conexões: particularidade de um espaço público apresenta a configuração das galerias do centro de nossa cidade, uma configuração única no cenário urbano brasileiro, em termos de conjunto de galerias", diz o professor.

    "A idéia é buscar uma reflexão sobre como esta disposição é boa para a cidade e um projeto de como seria uma expansão desta atmosfera, de uma forma mais convencional e também irreverente", completa Rogério. O grupo é coordenado ainda pela professora Fabíola Macedo Ribeiro (ex-aluna da faculdade) e conta com os estudantes Bianca Giotti, Bruno Oliveira, Carolina Ribeiro, Cássia Mota, Clara Meurer, Larissa Carvalho, Laura Almeida, Mariana Couto e Rafaela Felício.

    O professor Rogério Carmo acredita que participar de um projeto como esse é uma oportunidade enorme para o aluno, sendo uma experiência extracurricular incentivadora para o acadêmico, na qual ele aprende a trabalhar em equipe, uma situação que vai permear sua vida profissional. "É uma chance de aluno e professor aprenderem juntos", completa Rogério. A sétima edição da Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo estará aberta ao público de 11 de novembro a 16 de dezembro.

    *Informações enviadas pela assessoria de Comunicação da UFJF

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.