• Assinantes
  • Autenticação
  • Casa

    Decoração alia versatilidade e charme Arquiteta fornece dicas à internauta que deseja transformar sua sala em um ambiente confortável, aconchegante e, ao mesmo tempo, próprio para festas

    Marinella Souza
    *Colaboração
    04/06/2008

    Há dois anos e meio, a família Costa ganhou de presente uma bela casa. A funcionária pública Mírian Aparecida Novakoski Costa se encantou pela bela sala que a nova residência apresenta.

    Ela comprou alguns objetos de decoração, fez uma pintura, mas faltava alguma coisa. Sem dinheiro e com muita vontade de deixar aquele espaço com a cara da família, Mírian recorreu à Seção Mão Na Massa do portal ACESSA.com para ajudá-la.

    Quem colaborou para que Mírian ficasse menos confusa foi a arquiteta Aline Assis Andrade. Aline acredita que a sala apresenta distribuição de móveis correta. "O conjunto de sofás e o aparelho de home-theater estão bem posicionados, ocupando as extremidades da sala e deixando o centro mais livre, como convém para um ambiente multiuso".

    Segundo a arquiteta, essa disposição é favorável à locação de um grande puff desestruturado (leia matéria sobre puffs), de bolinha, que pode ser bastante utilizado pelas filhas do casal, que têm três e seis anos e vivem rodeadas por amiguinhos em casa. Aline explica que o móvel "é versátil e de fácil manuseio, caso precise guardá-lo para uma festa maior ou mais formal".

    Sessão cinema

    Foto do home theater Para compor a sala, Mírian comprou um aparelho de home-theater já pensando nas sessões de cinema que faria com suas filhas, mas ainda não conseguiu a luz adequada. A sugestão da arquiteta é que ela utiliza o o blackout, que bloqueia literalmente a entrada de luz.

    "Ele substituiria a persiana porque ela deixaria de ter uma função, a não ser que a Mírian goste da persiana esteticamente. Neste caso, ela poderia trabalhar com o blackout rolô e a persiana horizontal na frente. Se optar pelo blackout tipo cortina qualquer cortina de tecido, mais fluida e leve, com alguma transparência vai ficar boa, como um voil colorido ou mesmo branco", explica.

    Aline acrescenta que a parede oposta ao home-theater é a grande área a ser trabalhada nesta sala. Foto de adesivo de peixes Mírian comprou uns adesivos de pássaros, que a arquiteta acredita ser o ideal para a decoração desse espaço. "Acho a idéia e o desenho dos pássaros bonita e atual e esta seria a superfície para adesivá-los".

    Outra alternativa é colocar as fotos da família nessa parede, já que Mírian não abre mão delas na decoração do espaço. "Só não aconselho a usar os dois recursos lado a lado, ou na mesma superfície, pode ficar pesado". As fotos também ficam bem na parede da TV, depois da porta", orienta.

    Hora da festa

    Mírian confessa ser uma grande festeira. Ela conta que a casa está sempre cheia de amigos e, com um espaço social tão aconchegante ela tem alguns planos. Além das sessões de cinema, ela já prevê boas festas na nova sala. "Nós gostamos muito de festa, a casa está sempre cheia de adultos, crianças e adolescentes. Pretendo tornar a sala também em mini-discoteca para minhas filhas e eu".

    Para assumir o clima home-disco, Aline sugere retirar as luminárias do forro, substituí-las por arandelas nas paredes e utilizar a área central do teto para pender um grande disco espelhado, numa alusão à farra da família. "Se achar demais, pode ser um lustre mais moderno, com várias lâmpadas, algo que traga mais descontração ao ambiente".

    Foto de outro ângulo da sala Outro espaço que pode servir aos eventos da família Costa é o cantinho da sala, próximo à janela menor. Aline sugere que Mírian procure um profissional para desenhar um móvel com rodízio que funcione como um bar-aparador para dar suporte quando ela for dar uma festa ou receber mais pessoas. "Serve de apoio para copos e bandejas, além de estocar as bebidas e outros objetos de decoração".

    Segundo Aline, esse "é um cantinho que parece pouco utilizado e pode ser aproveitado melhor neste sentido, já que o móvel da TV não deve ter uma profundidade muito grande para não atrapalhar a passagem", diz.

    Detalhe importante da decoração e que está tirando o sono de Mírian é o tapete, mas a arquiteta tem a solução para esse "problema" também. "O tamanho do tapete é legal, mas precisa ter um apoio no centro, como uma mesa baixa, para dar suporte à composição e maior comodidade para o restante do mobiliário.

    Aline ensina que o tapete deve sempre seguir as proporções do mobiliário ao qual ele dá suporte. Uma alternativa ao tapete existente seria uma versão quadrada, menor, que ficasse centralizado com relação aos dois sofás, mas que tivesse tamanho suficiente para preencher a largura, mas não chegasse a "entrar" debaixo dos sofás.

    "Assim seria possível liberar uma área maior para circulação, sem tapete, para não prejudicar a "danceteria" desejada. Como os sofás têm cor forte, mas lisa, o tapete poderia ter algum desenho, nada muito rebuscado, para deixarmos o foco principal do projeto para as paredes e seus adesivos", comenta.

    Seguindo essas sugestões, a família Costa vai conseguir um ambiente: "confortável, aconchegante, próprio para se jogar e reunir os amigos", exatamente como Mírian queria.

    *Marinella Souza é estudante de Comunicação Social da UFJF

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.