Reprodução - Coletiva Operação Polícia Civil e Militar

Cinco adultos foram presos e outros dois adolescentes apreendidos durante a operação conjunta das Polícias Civil e Militar na última segunda-feira (12) no bairro Santo Antônio, na Zona Sudeste. Um dos suspeitos no ato da prisão apresentou uma identidade falsa, como se fosse menor de idade, e foi descoberto pelos policiais. Dois foram realizados com mandados expedidos previamente pela Justiça e os outros foram prisão em flagrante delito.

As informações foram repassadas pelo delegado Rodrigo Rolli, da Delegacia Especializada em Homicídios, delegado Armando Avolio Neto da Delegacia Regional de Juiz de Fora e o tenente coronel Rocha, do 2º batalhão da PM, em coletiva realizada nesta terça (13), na sala de imprensa da Delegacia, em bairro Santa Terezinha.

"Essa operação conjunta que nós fizemos ontem com a Polícia Militar é uma resposta aos delitos de homicídios e aos delitos de tráfico de drogas. Nós vamos intensificar as investigações naquela área tanto nas delegacias territoriais quanto nas especializadas, em conjunto com a Polícia Militar, para dar resposta a todos os delitos de homicídios e fazer todos os levantamentos de trafico de drogas nas duas regiões, para que a população possa ter a maior sensação de segurança e evitemos maiores homicídios e tráfico de drogas", iniciou Armando. 

Conforme as informações dos oficiais, as polícias intensificam as ações com a ocupação dos bairros Santo Antônio, Vila Ideal e Olavo Costa há mais de 10 dias, com início em 2 de setembro, após a identificação, através do trabalho de inteligência, do conflito entre bairros por disputa de pontos de drogas nos locais.

O atrito entre grupos teria se intensificado depois do duplo homicídio, de adolescente 14 e 16 anos, e de uma tentativa de homicídio, de um rapaz de 17 anos, no bairro Vila Ideal, no dia 30 de agosto. Sobre essa ação o Tenente Coronel Rocha esclareceu. "Nós temos que pontuar que no dia 2 de setembro quando nós estávamos ainda em diligências nas operações, realmente a Polícia Militar foi recebida a tiros por indivíduos que estão sendo alvos dessa operação. Durante essa troca de tiros eles evadiram por um pasto, um local descampado, onde nos fizemos todo um cerco e bloqueio"

DETALHES DA OPERAÇÃO

O delegado Rodrigo Rolli explicou como aconteceu a operação realizada na segunda-feira (12). "Começou por volta das 15h30, 16h. Informações fidedignas nos levaram justamente ao posicionamento dos autores no local. A Policia Militar já estava ciente e esperando para que a gente pudesse fazer essa ação, haja a vista que nós estamos a todo momento em um trabalho conjunto. Conseguimos apreender, no primeiro momento, um dos executores que tentou fugir da ação policial, mas foi capturado por uma equipe da guarnição da Polícia Militar. Logo depois conseguimos ir para um segundo local, uma residência onde havia outro indivíduo com mandado de prisão temporário decretado,  que é do Ceará. Na residência haviam vários indivíduos daquela região, cerca de 4 ou 5, maiores e menores, que foram presos em flagrante delito. Foi feito o comprimento dos dois mandados de prisão".

SUSPEITOS LIGADOS AO DUPLO HOMICÍDIO NO VILA IDEAL

De acordo com Rodrigo, os dois suspeitos presos na operação desta segunda-feira (12) têm ligação com o duplo homicídio dos dois adolescentes, registrado no dia 30 de agosto no bairro Vila Ideal, outros dois suspeitos continuam foragidos, mas já foram identificados.

"Nós monitoramos e identificamos todas as pessoas envolvidas no duplo homicídio consumado e um tentado na parte baixa do Vila Ideal. Trocamos informações e imagens de autores saindo do local do crime e os identificamos. A delegacia começou sua investigação, houve uma agilização em relação aos laudos do local, do Instituto Médico Legal (IML), por parte do setor de criminalística regional. Na sexta-feira (2) nós representamos quatro mandados de prisão, de executores que foram reconhecidos e identificados dentro do inquérito policial como os autores do crime. Logo após foi dado continuidade a essa investigação representamos pela medida cautelar prisional de quatro deles. Os mandantes, os autores intelectuais desse crime, seriam as pessoas de um patamar acima dos indivíduos que o  executaram, ele teriam agido a mando dessas pessoas"

LOCAL ONDE O TRÁFICO DE DROGAS É RECORRENTE E A POLÍCIA ESTARÁ PRESENTE

O Tenente Coronel Rocha explicou que o local onde ocorreu o duplo homicídio no Vila Ideal é um ponto de tráfico de drogas bem conhecido da Polícia Militar. "É um ponto que já é alvo das ações e operações dos policias militares. Desde o começo de 2022 só naquele local foram 51 registros de operações contra o trafico de drogas e 39 menores envolvidos apreendidos, inclusive as duas vítimas menores tinham sido apreendidas recentemente pela Polícia Militar. Não houve nenhuma interrupção de equipamentos públicos, de comércio, muito pelo contrário, nós intensificamos a presença que já era constante da Polícia Militar. Intensificamos as operações o que gerou até uma estranheza da comunidade pelo aparato policial que foi direcionado para aquele setor, com esse intuito de retirá-los de circulação e resgatar essa sensação de segurança da comunidade. Estamos com um grande contingente de policiais militares no local para averiguarmos denúncias da localização dessas armas, uma vez que nós encontramos munições e carregadores então as armas existem. Nosso grande objetivo é localizar essas armas e retirar de circulação. A presença da policia militar será mantida.  

TROCA DE TIROS

Informações de que houve troca de tiros e um novo assassinato na última segunda (12), conforme vídeos compartilhados nas redes sociais, foram desmentidas pelas polícias. As equipes teriam usado somente bombas de efeito moral no início da operação no bairro Santo Antônio. O Delegado Rodrigo Rolli esclarece. "Não houve nenhuma troca de tiros, como o Tenente Coronel Rocha falou, a Polícia usou bombas de efeito moral, porque no dia 2 de setembro, indivíduos, inclusive um menor que se encontra acautelado, trocou tiros com a Polícia Militar. Nessa e operação anterior não houve registro de mortes", relata. 

TOQUE DE RECOLHER

Outra informação que chegou a circular pelas redes sociais de que teria toque de recolher nos bairros também foi desmentida em coletiva. "A Polícia Militar está em uma ação de ocupação, desde o dia 5 de setembro, mais efetiva nas regiões e ela está presente nos locais", esclarece Rodrigo. 

COMENTÁRIOS: