• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Cecília Junqueira Cecília Junqueira 22/9/2012

    Sobre como exercer a ecocidadania II

    ecodicasSomos o resultado do que fazemos repetidas vezes, assim doutrina a natureza: quando eu mais acerto do que erro, mesmo que eu erre muito, o saldo final é positivo. Em compensação, para conseguir algum resultado, tem que suar a camisa, é preciso tempo e insistência. Neste caminhar de aprendizado, como o importante é o caminho, escolhi outras ecodicas para enfeitarem sua estrada...

    Vamos a elas?

    No trabalho

    Deixe o carro em casa: faça rodízios de carona com a equipe de trabalho, pode ser bastante divertido e socializante, vá de ônibus, de bike, a pé (quando der).

    Em Juiz de Fora, num futuro próximo, haverá rodízio de placas de carros como nas metrópoles, resultado da falta de planejamento de mobilidade urbana.

    Cuidado com as doenças de escritórios: sensação de confinamento, ar condicionado, luzes artificiais, interferências eletrostáticas, são prato cheio para dores de cabeça, indisposição, fobias...

    O LER (lesão por esforço repetitivo), é uma inflamação muito comum em escritórios ou fábricas; a ginástica laboral é uma ferramenta de prevenção do LER.

    Bote verde em sua vida: compre uma planta ou flor de sua preferência e coloque no seu campo de visão, no ambiente de trabalho, certamente irá gerar um conforto visual e espiritual.

    Vai reformar o ambiente de trabalho? Reaproveite ao máximo a mobília, o que não der jeito, doe ou venda. Compre móveis semi-novos, como a madeira de demolição, que, além de linda, é ecológica; opte também por produtos eletrônicos com selo verde, pois são mais econômicos.

    Descartáveis? Tô fora: evite o copo descartável, leve sua caneca, e se quiser, personalize-a.

    Evite desperdício: reaproveite papéis como rascunho, para imprimir utilize os dois lados da folha, reaproveite os clipes, crie um ecoponto para separar os recicláveis e quando já tiver um volume bom, ligue para recicladores, que eles buscam.

    Luz na medida certa: é comum em escritórios e indústrias, mesmo estando de dia, as luzes ficarem acesas; apague as desnecessárias e escolha as econômicas.

    Anime quadros de aviso: sugira uma reportagem semanal ecológica diferente, combine com a equipe de ir mudando; elejam o funcionário verde do mês, e escolham um benefício para ele.

    • No sítio/chácara: Na área rural é mais fácil se lembrar de ter um comportamento ecológico, né? O astral ajuda...

    Agricultura orgânica: plantar sem agrotóxico é uma obrigação de quem se preocupa com a natureza, principalmente em pequena escala; para garantir a abundância, basta aderir à rotação de culturas, assim como manter o equilíbrio ecossistêmico, preservando minhocas, rãs, insetos...

    Xô monocultura: plantar só um tipo de alimento esgota de maneira unilateral o solo e propicia o aparecimento de pragas.

    Preserve as matas: quanto mais verde, melhor. A mata purifica o ar, absorve a água da chuva, é fonte de alimento e proteção para os animais e gera adubo orgânico para enriquecer o solo.

    Faça compostagem: nada mais é do que adubo orgânico acelerado pelo homem, cerejinha do bolo de qualquer solo saudável.

    Prefira as espécies nativas: elas são naturalmente adaptadas à região onde ocorrem, sendo muito importantes para o equilíbrio ambiental  porque estabelecem relações complexas com outros seres vivos que ali vivem.

    Respeite os ciclos da natureza: a vida só é possível porque é cíclica, assim como a água hora é nuvem e outrora foi mar, nós devemos saber a hora de interagir e a hora de esperar, devemos saber a hora de tirar um peixe da água, a hora de plantar e de arrancar uma fruta...

    • Festa verde: seja qual for o evento, dar uma festa é uma boa oportunidade de mostrar a sua personalidade. Se você tem preocupação com escolhas responsáveis, aproveite o momento para mostrar toda sua performance engajada!

    Regrinha nº 1: menos é mais. Decoração excessiva além de brega, é cara, e gera uma “lixaiada” danada depois. Escolha um tema que possa ser reaproveitado por você ou por seus amigos em outra ocasião. Quer coisa mais sem sentido que decoração de um dia só? Comida excessiva gera desperdício e bebida alcoólica demais, além de encarecer a festa, costuma provocar ‘aquelas’ saias justas sociais...

    Ao ar livre é mais gostoso: tirando a possibilidade de chuva, festa ao ar livre só tem vantagens. O astral é mais humanizado, a decoração são as curvas e tons da própria natureza, se economiza com iluminação (nos períodos diurnos, é claro), existe espaço para as tão gostosas dinâmicas quebra-gelo...

    O que comer: minha dica é quanto menos industrializado, melhor. Opte pela culinária natural, com pratos que levem legumes, grãos, se forem feitos por você, melhor ainda. Existem entradinhas e saladas maravilhosas super saudáveis e saborosas, na sobremesa opte por frutas, cruas, secas ou em compotas, com geleia, mel ou iogurte, mas não se esqueça de servir alguns pratos tradicionais também.

    Drinks sem álcool: ouse sair do refrigerante um pouquinho, os drinks são coloridíssimos e alegram qualquer mesa, podem ser de laranja, melão, melancia, abacaxi, maracujá, têm o poder de hidratar e enfeitar o ambiente.

    Decoração: aproveite ao máximo o que você tem dentro de casa, peça emprestado aos amigos íntimos, a ideia é soltar a criatividade. Uma boa dica é usar decoração com folhagens e flores, é elegante e evita o uso de plásticos ou isopores; opte por copo de vidro e guardanapo de pano, ou então copos e talheres biodegradáveis (uso os da Green Line).

    O que dar de presente? Até pouco tempo atrás, o artesanato era a única referência de produto ecofriendly; agora, os produtos amigos da natureza envolvem também alta tecnologia, como os eletrônicos, recarregáveis e feitos de bioplástico, no futuro eles serão a maioria; cosméticos orgânicos, bolsas ecológicas, camisas, cadernos de material reciclado, livros ou DVDs com a temática ambiental são um bom presente, pode perguntar na loja, alguma linha ecológica ela deve ter...

    Vale tudo, o importante é arriscar, sair do lugar comum, pois “a vida só é possível  reinventada”.
    Abraço verde!


    Cecília Junqueira é gestora ambiental, pós-graduada em problemas ambientais urbanos
    e integrante da "Mundo Verde projetos ambientais"

    A Melhor Internet Está Aqui

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.