Juliano Nery Juliano Nery 16/12/2011

Perguntar não ofende

Foto com ilustraçãoR$ 15.031,76?

Os R$ 10.260,95 já não eram o suficiente?

46,5% de aumento?

Por que os excelentíssimos senhores, Tico-Tico, Chico Evangelista, José Emanuel, José Laerte Barbosa, Figueirôa, Julio Gasparette, José Tarcísio, Noraldino Júnior e Rodrigo Mattos, foram favoráveis ao aumento salarial tão exorbitante?

Quantos trabalhadores assalariados poderiam ser pagos com R$ 15.031,76 mensais dos vereadores da casa, a partir de 2013?

Será que os vereadores já estão de olho no futuro, planejando o soldo de 2013?

Por que adotaram o critério de que um vereador pode ganhar até 75% do salário de um deputado estadual, valor muito acima da inflação no período?

Por que os vereadores não precisaram fazer greve para ter o aumento de salário que desejavam?

Por que os trabalhadores não podem votar, assim como os vereadores, o próprio salário?

E por que os demais excelentíssimos senhores, Flávio Cheker, Roberto Cupolillo, Castelar, Isauro Calais, José Fiorilo, Luis Carlos dos Santos e Ana das Graças Rossignolli, votaram contra o aumento?

Será que os que foram contra ao aumento utilizarão do fato na campanha eleitoral do ano que vem?

Será que os contrários ao aumento deixarão de receber o valor do acréscimo salarial em forma de protesto, caso sejam reeleitos?

Será que o salário atrativo de vereador é o que faz muita gente se candidatar nas eleições?

Será que, se o soldo fosse de um salário mínimo mensal, teríamos tantos candidatos?

Será que os representantes que ora aprovaram o novo salário se candidatariam, caso o soldo fosse de apenas de um salário mínimo?

Será que o povo irá reeleger este mesmo grupo que deseja salário exorbitante?

Será que o povo está satisfeito com a atuação dos vereadores?

Será que a aprovação dos vereadores subirá, de um mandato para outro, na escala de 46,5%?

Não são poucas as perguntas que ouvi e me fiz durante esta semana. Bem menos ouvi, nos últimos quatro anos, sobre os projetos e as leis de interesse para os munícipes. A história do salário realmente fez mais sucesso. E indignou toda a população e este colunista, que deixa apenas mais uma questão, já que perguntar não ofende: até quando o cidadão será representado dessa maneira?

Juliano Nery ficou indignado com o aumento salarial dos vereadores.

Mais artigos

Juliano Nery é jornalista, professor universitário e escritor. Graduado em Comunicação Social e mestre na linha de pesquisa Sujeitos Sociais, é orgulhoso por ser pai do Gabriel e costuma colocar amor em tudo o que faz.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.